Num trabalho conjunto da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar Defesa Civil e Vigilância Patrimonial do Município, Rio Claro está realizando barreiras sanitárias para que seja cumprido o decreto municipal que estabelece mais restrições na pandemia de Covid-19.

As barreiras foram montadas na Avenida Presidente Kennedy com a Rua 14, na Avenida Brasil com a Avenida 54 e próxima ao Lago Azul.

“O objetivo é informar e orientar e, se necessário, fazer a autuação com base no decreto municipal, que prevê multa para quem circular em desrespeito às regras”, afirma Otávio Balbão, secretário municipal de Segurança.

Quem não seguir as restrições do decreto municipal divulgado sexta-feira (26) pela prefeitura de Rio Claro poderá ser multado em até R$ 4.900,00. O valor da multa será dobrado no caso de reincidência. As restrições começaram às 20 horas de sexta-feira e vão até às 8 horas de 5 de abril.


No artigo 7º, o decreto estabelece multa de R$ 290,90 (10 unidades fiscais do Estado de São Paulo) para pessoas e veículos que circularem em via pública em situação não autorizada. No artigo 4º o decreto estabelece em que situações pessoas e veículos poderão circular. 

O prefeito Gustavo Perissinotto (PSD) decidiu publicar o decreto com as restrições com base nas orientações das autoridades sanitárias. “Estamos preocupados com a saúde das pessoas e precisamos da colaboração de todos para reduzir o número de contaminações”, afirma Perissinotto.

De acordo com o boletim divulgado na sexta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde, a taxa de ocupação de leitos públicos e particulares em Rio Claro continua acima dos 100%. São 158 pessoas hospitalizadas sendo 75 em UTI. Com mais três óbitos, o município chegou a 283 mortes por Covid.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Há 95 anos, Anjo da Concórdia era doado ao município

Gustavo destaca “resgate da credibilidade” da cidade