Quadrilha com rio-clarenses é condenada por tráfico internacional de drogas

2501

Foi divulgado na tarde desta sexta-feira (17) a condenação dos indivíduos envolvidos e flagrados no dia 7 de julho de 2014 transportando mais de uma tonelada de cocaína escondida em uma carga de pisos cerâmicos no Km 87 da Rodovia Irineu Penteado (SP-191) em Ipeúna.

A sentença foi repassada a imprensa por ordem da MMª. Juíza Federal Doutora Daniela Paulovich de Lima, titular da 1ª Vara Federal de Piracicaba. Dois rio-clarenses faziam parte do esquema e respondem pelos crimes de tráfico transnacional de drogas e organização criminosa com penas privativas de liberdade.

O primeiro teve a pena reduzida para cinco anos de prisão pois foi beneficiado com a delação premiada. Já o segundo rio-clarense foi condenado a 22 anos e dois meses de reclusão.

Neste esquema outros oito criminosos também foram condenados. A quadrilha tinha envolvidos de Curitiba (PR), Ponta Porã (MS), São Paulo (SP), Guarujá (SP), Santos (SP) e Itapaci (GO).

O caso

No noite de 7 de julho de 2014, uma equipe do TOR da Polícia Militar Rodoviária de Rio Claro estava em patrulhamento pela Rodovia Irineu Penteado, pista Oeste (Ipeúna – Rio Claro), quando observaram movimentação suspeita: ao avistar a viatura, o veículo de uma empresa transportadora entrou subitamente em um trecho de estrada sem pavimentação, nas proximidades da Estrada Velha de Ipeúna – Rio Claro. Por se tratar de um local isolado, a viatura abordou o veículo para checagem da carga. Havia, além do condutor, um funcionário da referida empresa, nos quais foram feitas buscas pessoais e encontrados vários tabletes de entorpecentes escondidos em meio a uma carga de pisos cerâmicos.

Tabletes contendo cocaína apreendidos (Foto: Jornal Cidade Rio Claro)

Documentos fiscais que foram apreendidos pelos policiais indicavam que a carga estava pronta para ser enviada para a região sudoeste da Europa, em Portugal.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: