Antonio Archangelo

Ao serem perguntados sobre como avaliam a atuação dos atuais vereadores de Rio Claro, 41,5% dos entrevistados pela Pesquisa Limite/JC reprovam a atual legislatura, sendo que 17,5% consideram a atual legislatura como “ruim” e 24% como “péssima”.

Em relação à aprovação, quando são somadas as avaliações “ótima” e “boa”, o índice é de apenas 14,8%; sendo 1,1% como “ótima” e 13,7% como “boa”. Outros 35,4% consideram a atuação dos atuais vereadores como “regulares”. E 8,3% não responderam.

Na região que vai do Residencial Florença, Arco-Íris, Vila São Miguel até a Vila Aparecida, o índice de aprovação chegou a 20,5%. No restante do município, o índice de desaprovação ficou na casa dos 40%. Na região que vai do Jardim Floridiana, Cervezão até o Wenzel, a desaprovação dos atuais vereadores chega a 46,5%, como pode ser consultado no resultado estratificado logo abaixo.

AVALIAÇÃO

Para o coordenador de Projeto da Limite Consultoria e Pesquisa de Marketing, Luís Fernando Formigari, o resultado da avaliação dos atuais vereadores está ligado à baixa participação dos eleitores no dia a dia do Legislativo. “Em todos os locais e cidades avaliados, a aprovação do Legislativo é baixa. Acredito que o resulto reflete muito a não participação do eleitor no dia a dia das câmaras”, opinou Formigari.

Já, ao cientista político Ítalo Lorenzon, “a rejeição em si não é novidade”. “O brasileiro tem, tradicionalmente, um espírito de desconfiança com relação ao poder público”, disse.

PESQUISA

A Pesquisa Limite/JC registrada na Justiça Eleitoral sob o número SP 00819/2016 foi contratada pelo Jornal Cidade e realizada pela Limite Consultoria e Pesquisas de Marketing entre os dias 16 e 19 de agosto, sendo entrevistados 708 eleitores da cidade de Rio Claro. A metodologia empregada foi entrevista pessoal individual. A margem de erro é de 3,7% e o intervalo de confiança de 95%.