Polícia estima 2 mil, já organizadores mais de 8 mil em ato político

159

Antonio Archangelo

Já considerado o maior movimento popular do país desde as Diretas Já, a manifestação pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) realizada no último domingo levou mais de oito mil rio-clarenses para as ruas, de acordo com o “Grupo Rio Claro Vem Pra Rua”, para a Polícia Militar foram “mais de duas mil pessoas”.

Para os organizadores, o recado foi dado. “Em razão de polêmica criada com o volume de pessoas presentes no dia 13 de março de 2016 na Praça do Jardim Público em Rio Claro, o Grupo Rio Claro esclarece que, “pela percepção do grupo em relação às manifestações anteriores, estimamos que estiveram presentes mais de 8 mil pessoas ao ato cívico ali realizado. Esclarece ainda que, independente da forma de cálculos utilizada para tais estatísticas, o povo que esteve presente é o verdadeiro juiz da concentração ali demonstrada. Aponta também que respeita os números oficiais e que, independente de termos sido 100 ou 100 mil, o Grupo realizou seu intento com êxito e total isenção e transparência. Finalmente vem a publico agradecer todo apoio recebido da Polícia Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil e de todos os organismos que apoiaram a manifestação que com certeza ficará para a história de nossa querida Rio Claro e do nosso País – Nosso Partido é o Brasil”, disse em nota.

Rio-clarenses tomaram mais de cinco quarteirões durante a passeata pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) no domingo, dia 13
Rio-clarenses tomaram mais de cinco quarteirões durante a passeata pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) no domingo, dia 13

Não houve incidentes registrados durante o ato. No início, um bate-boca entre seis pessoas com estrelas vermelhas pintadas nos rostos chamou a atenção dos presentes. Um grupo com uma faixa citando caso de corrupção no governo de São Paulo esteve fixada na Rua 4, resguardada por integrantes de uma torcida de time e filiados do PCdoB.

FORA, DILMA!

Sob gritos de “nossa bandeira nunca será vermelha”; “Lula na papuda”; “Fora Dilma” e de apoio ao juiz federal Sergio Moro, Rio Claro se concentrou em frente à praça da Liberdade, tomada por manifestantes, para entoar o Hino Nacional em apoio à operação Lava-Jato, ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: