Polícia Civil identifica autor que assassinou rapaz no Inocoop

69

Carine Corrêa

A equipe de investigadores da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Polícia Civil, chefiada pelo Delegado Alexandre Della Coletta, identificou o autor do homicído no Jardim Inocoop que tirou a vida de Ricardo Antônio de Oliveira, de 29 anos. O crime aconteceu no dia 1º deste mês. Trata-se de J.P.C.J., que está foragido.

“O criminoso saiu dia 20 de agosto da penitenciária e estava com um mandado de prisão no Estado do Paraná pelo crime de latrocínio. Apresentamos sua prisão preventiva e estamos em busca do criminoso”, informou o delegado da DIG. A companheira da vítima contou aos policiais que ele já vinha sendo ameaçado por um homem.

Caso de estupro

A Polícia Civil ainda esclareceu um estupro contra uma menina de 13 anos. O ato violento aconteceu na quarta-feira (10). “O autor foi identificado e confessou o delito. O caso será encaminhado a justiça. Trata-se de um crime grave cuja pena varia de oito a quinze anos de reclusão”, conclui Della Coletta.

A Polícia Militar registrou estupro vulnerável às 13h de quarta-feira no bairro Mãe Preta, região leste de Rio Claro. A vítima foi a menor T.C.S.M. de 13 anos. A menor acusa o rapaz D.B.,  de 19 anos, ele teve relação sexual com a vítima e na manhã de quarta-feira lhe deixou em frente da escola Zita de Godoy, no Cervezão, onde a garota estuda. A vítima disse para sua mãe ter conhecido o rapaz de 19 anos na internet e começaram a namorar.

O acusado marcou encontro com a menor na residência dele no bairro Mãe Preta e fizeram sexo por duas vezes. A mãe da adolescente soube do caso e acionou a Polícia Militar através do 190. O rapaz será indiciado na ocorrência.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: