O fim do Orkut

57

Lucas Calore

Internautas brasileiros se despedem da rede social de maior sucesso da última década
Internautas brasileiros se despedem da rede social de maior sucesso da última década

Uma das redes sociais pioneiras e de maior sucesso no Brasil sem dúvidas é o Orkut. Lançado em janeiro de 2004, o Orkut foi criado pelo engenheiro de software turco Orkut Büyükkökten. Após 10 anos de atividades, o site de relacionamento dá adeus definitivo ao universo online a partir desta terça-feira (30).

O Orkut foi um dos precursores das redes sociais no país, antes mesmo deste termo se popularizar. Com o recurso de criar comunidades, onde fóruns online de discussão de temas eram realizados, o site ganhou rapidamente notoriedade e desbancou o My Space, rede social com foco na música, que vinha crescendo no país em 2005 e 2006.

No início, somente convidados poderiam fazer parte do site. Depois, qualquer usuário poderia se cadastrar. O Google comprou o Orkut e a sua popularidade só aumentou. O site dava início, então, a uma verdadeira revolução no modo de agir e se relacionar. O compartilhamento de fotos, vídeos e atualizações de notícias pessoais começavam a se tornar hábito entre os brasileiros.

O estudante de publicidade Yhury Nukui, que trabalha com redes sociais, afirma que a maior lembrança do Orkut são os depoimentos que os usuários deixavam para os amigos adicionados em seus perfis e a eterna competição pelo topo da seção. Yhury relembra: “Afinal, o que dizer daquela pessoa que a gente mal conhece, mas já considera pacas? Sempre que paro pra pensar no Orkut, lembro dos muitos momentos felizes da minha infância e pré-adolescência”.

Em meados de 2011, outra rede social começava a se destacar no Brasil. O Facebook, do americano Mark Zuckerberg. Com isso, começava o declínio do Orkut. Por vezes, o site reformulou seu conteúdo e funcionalidades, a fim de brigar pela preferência dos internautas com o Facebook. Infelizmente, como tudo na internet, a novidade do outro site só ganhou audiência.

A jornalista Cíntia Tavares diz que o Orkut marcou uma fase única da sua vida, em que permitiu fortalecer amizades e possibilitou, principalmente, conhecer pessoas distantes. “Fiz amigos naquela época e mantenho tais amizades até hoje. Os depoimentos e recados eram aguardados com uma expectativa muito boa de se ter”, afirmou.

Uma boa notícia é que as saudosas comunidades ficarão disponíveis numa espécie de cemitério online, o Arquivo de Comunidades. Com a conta do Google, o usuário poderá acessar e matar a saudade dos fóruns sempre que quiser. E você, sentirá saudades do Orkut?

Qual sua opinião? Deixe um comentário: