As locomotivas elétricas da Cia Paulista funcionaram em Rio Claro durante 70 anos, contribuindo para o desenvolvimento da cidade

Laura Tesseti

Com centenas de fotos coloridas e em preto e branco, o livro “Locomotivas Elétricas da Companhia Paulista de Estradas de Ferro”, de autoria de Rafael Prudente Corrêa Tassi, fala sobre a “época de ouro” da antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro.

Sem data prevista para o lançamento, o trabalho do apaixonado pela ferrovias deu-se após ele receber o convite para integrar um projeto de pesquisa sobre a tração elétrica nas ferrovias brasileiras.

Segundo Rafael, a fartura de documentos e fotos sobre a eletrificação ferroviária em São Paulo o levou a sugerir à diretoria da Sociedade para Pesquisa da Memória do Trem um livro que englobasse a operação da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, da Santos-Jundiaí e da Estrada de Ferro Sorocabana.

As locomotivas elétricas da Cia Paulista funcionaram em Rio Claro durante 70 anos, contribuindo para o desenvolvimento da cidade
As locomotivas elétricas da Cia Paulista funcionaram em Rio Claro durante 70 anos, contribuindo para o desenvolvimento da cidade

RIO CLARO

A cidade de Rio Claro marca forte presença no livro e recebe seu justo reconhecimento. A cidade fez parte da chamada Linha Tronco da Paulista (Jundiaí-Colômbia) e abrigou também as oficinas de reparação e manutenção dos vagões da companhia.

Rio Claro vivenciou por mais de 70 anos o cenário de operação das locomotivas elétricas que marcaram época na companhia: Russa, V-8, Vandeca, Quadradinhas, Baratinha, Baratão – como eram chamadas carinhosamente pelos próprios ferroviários.

Serão 240 páginas em dois idiomas, português e inglês, com mapas e mais de 400 imagens. O contato com o autor pode ser feito por meio do site www.trem.org.br.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Mais trechos da Rua Jacutinga são recapeados

Rio Claro vacina contra a Covid na 3ª-f a partir das 7h30