Julho Amarelo conscientiza sobre hepatites virais

Julho Amarelo conscientiza sobre hepatites virais

Neste mês é realizada a campanha Julho Amarelo, que visa conscientizar a população sobre prevenção às hepatites virais e a importância do diagnóstico precoce. A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro mantém trabalho de prevenção e tratamento às hepatites por meio do  Serviço Especializado em Prevenção e Assistência para IST/Aids/Hepatites Virais (Sepa). No local é realizada testagem gratuita de segunda a sexta-feira das 8 às 12 horas e das 13 horas às 15h30, sem necessidade de agendamento. Quem preferir tem a opção de agendar o exame, basta entrar em contato pelo telefone 3533-3350.

O diagnóstico precoce das hepatites é um dos principais determinantes para evitar a transmissão e progressão da doença e suas consequências. A partir da confirmação da doença, o paciente inicia o tratamento, que é totalmente gratuito.

As hepatites virais são doenças silenciosas que provocam inflamação do fígado e nem sempre apresentam sintomas. Quando não diagnosticadas, as hepatites virais podem acarretar complicações, muitas vezes levando a cirrose ou ao câncer de fígado.

Para ampliar o acesso ao exame e possibilitar o diagnóstico precoce, o Sepa realiza também ações que vão além da unidade de saúde. “Atuamos em diversos locais, principalmente os mais vulneráveis, a fim de ampliar o acesso à testagem”, comenta Mariza Secco Clemente, que coordena o Sepa. Este trabalho inclui ações em empresas e instituições. As hepatites virais são inflamações no fígado causadas por vírus classificados pelas letras A, B, C, D (Delta) e E. “Na nossa região, as hepatites mais comuns são a A, B e C”, comenta Suzi Berbert, médica infectologista e diretora de Vigilância em Saúde da Fundação de Saúde de Rio Claro.

A hepatite A está diretamente relacionada às condições de saneamento básico e de higiene. Quanto à hepatite B, ela atinge maior proporção de transmissão por via sexual e contato sanguíneo. “Tanto hepatite A, como hepatite B são prevenidas por vacinas, que são oferecidas gratuitamente pelo SUS”, informa Suzi. Para prevenir a hepatite B também é indispensável o uso do preservativo na relação sexual. Já a hepatite C tem como principal forma de transmissão o contato com sangue.

Nas unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família também são realizados testes de hepatites, o horário de atendimento deve ser consultado na própria unidade.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.