Jovem matou três em Rio Claro

396

Carine Corrêa

Rapaz acusado de matar o cabeleireiro Bruno Lira dos Santos (foto) é apontado como autor de crime contra menor
Rapaz acusado de matar o cabeleireiro Bruno Lira dos Santos (foto) é apontado como autor de crime contra menor

O corpo do adolescente de 16 anos Wellington Luiz dos Santos Oliveira foi encontrado com perfurações, na zona rural de Rio Claro, em agosto de 2014. Na época, o seu pai, Jair José de Oliveira, de 40 anos, morador no bairro Jardim Centenário, foi quem reconheceu o corpo do filho.

A Polícia Civil de Rio Claro acredita que o mesmo rapaz que matou o cabeleireiro Bruno Lira dos Santos dois meses depois tenha sido o mesmo jovem que executou Wellington.

“Chegamos à essa conclusão através de uma comparação balística. Conseguimos comprovar que os projéteis utilizados na morte de Wellington provinham da mesma arma que matou Bruno. O autor dos dois crimes, bem como o de um terceiro homicídio, está preso, e suas iniciais são F.B. Ele morava no bairro São Miguel. O modus operandi nos dois crimes, do Wellington e do Bruno, era o mesmo. Mais um motivo que incitou a nossa equipe a investigar a relação entre os dois crimes. Trabalhamos com a hipótese de que o autor do crime tenha assassinado as vítimas por ordem de algum ‘mandante’”, detalha o delegado Alexandre Della Coletta, que está à frente da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Claro.

Agosto de 2014

O corpo de Wellington Luiz foi encontrado na noite de um domingo, dia 3, na Estrada Velha de Araras. Na época, a Guarda Civil Municipal atendeu a ocorrência.

Outubro de 2014

O cabeleireiro Bruno Lira dos Santos, 26 anos, foi morto a tiros na tarde do dia 16, na Rua 1, no Vila Verde. Testemunhas contaram na época que dois homens em uma moto vermelha chegaram ao salão de Bruno, quando o garupa desceu e anunciou o assalto, na hora em que a vítima estava cortando o cabelo de um garoto. O acusado do crime, F.B., estaria de capacete no momento do crime.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: