O prefeito de Ipeúna, Diego Heron Pinheiro, pediu ajuda ao Governo do Estado depois de decretar situação de emergência em razão da chuva de granizo que atingiu a cidade na noite de domingo (16). De acordo com balanço da Secretaria de Promoção Social, até a tarde da quinta-feira (20), 218 famílias que sofreram prejuízos materiais já haviam sido cadastradas pelo órgão para receberem assistência: “Estamos realizando o cadastro e a triagem dessas famílias e fazendo a distribuição dos itens”, explicou a secretaria de Promoção Social, Giseli Gonzalez Spigolon. Estão sendo distribuídas cestas básicas, colchões, cobertores e kits de higiene para as famílias cadastradas, conforme a necessidade, explicou a secretária.

O prefeito Diego Heron Pinheiro não mediu esforços para assistir as famílias prejudicadas pelo temporal e, depois de uma reunião com a Defesa Civil do Estado de São Paulo, conseguiu que o Governo do Estado direcionasse itens para serem distribuídos às famílias afetadas.

Além das casas, escolas, unidades de saúde e outros prédios públicos, comércios e empresas também sofreram estragos pela chuva de granizo, que durou aproximadamente 15 minutos, causando grandes transtornos em toda a cidade. As aulas na rede municipal foram suspensas na segunda-feira para o levantamento dos danos e limpeza das instalações, mas voltaram ao normal já na terça-feira. Na noite de domingo, Ipeúna registrou 40 milímetros de chuva em apenas 15 minutos, além de verdadeiras pedras de gelo que caíram e causaram diversos estragos. As aulas na rede municipal, suspensas na segunda-feira, foram retomadas no dia seguinte.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Prefeitura faz recapeamento em novo trecho do Cidade Jardim

Produtos da ceia de Natal sobem quase 10% no Brasil

Vacinação nesta sexta-feira é das 7h30 às 10h30