Hospital de Itirapina é condenado

53

Wagner Gonçalves

Documento com a escala de trabalho dos médicos foi afixada no Hospital
Na ocasião, o Hospital São José teria negado atendimento a um adolescente

Após determinação do Tribunal de Justiça de São Paulo, o Hospital Municipal São José, de Itirapina, foi condenado a pagar R$ 20 mil por danos morais ao rapaz que teve atendimento negado. O prefeito José Maria Cândido disse que vai recorrer da decisão.

O caso aconteceu em 2009, após o adolescente – com então 14 anos-, ter procurado a emergência na rede pública de saúde. Pela menoridade, foi recomendado que o paciente buscasse um responsável para depois ser atendido.

Na votação, conforme divulgou o órgão de justiça, a relatora Luciana Bresciani disse que o tempo de tratamento e recuperação teria sido menor, não sendo necessário o afastamento das atividades escolares.

Apesar de a equipe julgadora ter negado provimento ao recurso do Poder Público, por maioria, para o prefeito José Maria Cândido, a negligência não se restringe a apenas o município. “É um absurdo que o médico tenha se negado a prestar o atendimento emergencial”, exclama Zé Maria dizendo que essas questões administrativas devem ser consideradas depois dos primeiros-socorros.

O prefeito afirmou que recorrerá quanto à decisão, pedindo que o médico plantonista também seja responsabilizado por tal falta.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: