Kino-Olho

Fabíola Cunha

O grupo Kino-Olho realiza nesta quinta-feira (21), às 19h, audição para dar início às atividades do coletivo neste ano. Segundo o coordenador Rogério Borges, “o objetivo da audição é abrir o grupo para pessoas que querem estudar nosso estilo de cinema, mesmo sem ter nenhuma experiência na área”. Os participantes poderão ter contato com teoria e prática do fazer cinematográfico: “Nossos encontros são bem diversificados, com partes acadêmicas, mas também construções mais básicas a partir de ideias e dispositivos”, enfatiza Borges.

A audição desta quinta-feira funciona como uma apresentação do trabalho do grupo para os interessados, que podem, assim, compreender se o que é oferecido pelo grupo é o que procuram.

Borges explica que, em 2019, não haverá limite de vagas: “Os novos associados podem participar de produções, atividades de formação e difusão. Na verdade não há um caminho único para os ingressantes, cada um pode escolher os projetos com que mais se identifica para participar”.

Para os ingressantes, não há taxa de inscrição – é pedida uma contribuição mensal de R$ 30 para despesas básicas do grupo: “Esse dinheiro também integra um caixa coletivo da entidade que é utilizado para custear despesas e investimentos em comum a todos os associados”, diz Borges.

Além das atividades com o grupo que será formado a partir desta quinta-feira, o Kino-Olho continua a produção de curtas, o trabalho em escolas do município e a busca por uma sede própria.

A audição acontece na sala de cinema do Centro Cultural Roberto Palmari, na Rua 2, 2.880, Vila Operária.