GARRA E DEDICAÇÃO!: esportista acumula inúmeros troféus desde que começou na modalidade

Favari Filho

O rio-clarense Fernando Sérgio Mendes Junior, conhecido no esporte que pratica apenas como Fernando Mendes, novamente subiu ao pódio pela modalidade Crossfit Adaptado!

Desta vez, o atleta foi consagrado como Grande Campeão da Categoria RX em uma emocionante disputa ocorrida na segunda quinzena de fevereiro, no Ginásio do Ibirapuera, na cidade de São Paulo. O esportista, que iniciou a carreira no Basquete Adaptado, treina diariamente desde que ingressou no Box de Crossfit e, desde aquele momento, segue levando o nome da Cidade Azul para todo o Brasil.

Cadeirante realiza os treinos diários de uma hora divididos em três etapas específicas.

Competindo há aproximadamente um ano, Fernando já acumula inúmeros êxitos, como o Primeiro Lugar no Shark Mode – Batalha da Proclamação; Segundo Lugar no Games Cadeirantes; e Primeiro Lugar no Monstar Series Etapa SP/2017 – Categoria RX.

E não é só! Além da premiação recém-conquistada na Terra da Garoa, na última segunda-feira (27), participou de um campeonato de nível mundial e alcançou o Título de 4º Melhor do Mundo!

“O que motiva são os benefícios obtidos”, expôs

À reportagem do Caderno de Esportes, o competidor revelou que logo ao ingressar na modalidade ficou receoso devido a ser uma atividade de alto rendimento e por não saber como seria a sua inserção, contudo seguiu adiante e, “aos poucos, percebi que o Crossfit é uma comunidade que representa uma unidade e em todos os lugares tenho sido abraçado e muito bem recebido. O que motiva são os benefícios que obtive com a prática como, por exemplo, a mobilidade, a força, a resistência, a disposição e, sobretudo, a perda de dez quilos”, expôs o atleta rio-clarense que perdeu o movimento das pernas depois de sofrer um acidente em 2006.

Voltado para portadores de necessidades especiais, o Crossfit Adaptado tem se expandido tanto no Brasil quanto fora do Território Tupiniquim. Com intuito de atender pessoas com alguma deficiência específica, o treinamento pode ser utilizado também para melhorar as capacidades físicas. Ainda pouco conhecida, mas amplamente divulgada, a categoria tem as suas próprias competições presenciais e virtuais e está presente em todo o Globo. “Somos uma família, uma comunidade e visamos à superação própria e não ego. O esporte vicia e é para todos”, definiu.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Zé Boquinha, um ídolo rio-clarense