Testemunhas ouviram tiros por volta das seis horas da manhã. Idoso foi baleado depois de reagir a uma tentativa de assalto

Carine Corrêa

Testemunhas ouviram tiros por volta das seis horas da manhã. Idoso foi baleado depois de reagir a uma tentativa de assalto
Testemunhas ouviram tiros por volta das seis horas da manhã. Idoso foi baleado depois de reagir a uma tentativa de assalto

A tentativa de assalto que culminou em um aposentado ferido gravemente no bairro São Miguel nessa terça-feira (26) segue em investigação pela Polícia Civil. Na ação, dois jovens entraram na casa do idoso, que reagiu ao roubo, munido com um facão. Os ladrões foram feridos. A residência está situada na Avenida 66-A.

Duas mulheres foram testemunhas e ouviram os disparos, que acertaram o idoso de 75 anos. “Era por volta das 6 horas da manhã quando ouvi os tiros. No início achei que seria bomba”, conta Maria Lourdes. Maria detalha que saiu de sua casa. A vizinha – Elis Regina – também ouviu o barulho e foi checar do que se tratava. “Um deles tentava abrir o portão, enquanto o outro buscava um molho de chaves. Perguntava a eles sobre o meu vizinho, se ele estava ferido. Eu dizia que poderia socorrê-lo”, acrescenta a mulher.

Elis Regina conta que eles estavam muito confusos e nervosos depois de balear o aposentado. “Ele tentava abrir o portão, mas estava tremendo. Nossa preocupação era apenas com o estado de saúde do nosso vizinho”, completa.

As duas mulheres disseram que o idoso é um morador antigo do bairro e muito querido pela vizinhança. Por esse motivo, assim que a dupla fugiu, muitos foram verificar o seu estado de saúde. “Eles fugiram pelo telhado, assim como entraram. Quando fui ver meu vizinho, ele estava muito ensaguentado e com perfurações no rosto. Acionei a Polícia Militar informando sobre o ocorrido”, relata Maria Lourdes. A caminho da delegacia, as duas mulheres identificaram os suspeitos sentados em um ponto de ônibus. “Eles ainda roubaram a bicicleta de um estudante”, conta Maria. A partir desta informação, a equipe de investigação da Polícia Civil – comandada pelo delegado Alexandre Della Coletta – conseguiu prender um dos jovens. Segundo o delegado, ele acabou confessando o crime.

O assalto foi articulado pela dupla na madrugada do mesmo dia em um baile funk. Depois do “combinado”, a estratégia da dupla seria praticar o delito em uma casa vulnerável.

O aposentado teria sido atingido por três tiros disparados na região do maxilar e do pescoço. Os vizinhos do idoso informaram nessa quarta (27) que seu estado de saúde é estável, mas que foi induzido ao coma e passou por cirurgia.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Concluída 1ª etapa da obra na rotatória da Avenida 32

10º Baep realiza treinamento de ‘atirador designado’