Foto: Polícia Ambiental

A Polícia Militar Ambiental em prosseguimento das ações conjuntas no interior da propriedade rural no município de Brotas, a qual foi palco de crueldade envolvendo mais de 1.000 (um mil) búfalos, realizou no sábado (11) apoio aos veterinários-peritos pertencentes à ONG ARA e USP representados pela Dra Karina, os quais escavaram diversos pontos da referida propriedade com propósito de instruir inquérito policial quanto a localização de carcaças enterradas desses animais, supostamente mortos em decorrência de abate irregular, ou decorrente de abandono com consequente falta de alimentos, água e cuidados veterinários.

Durante as escavações as equipes envolvidas na operação localizaram crânios e demais restos orgânicos do equivalente à 36 (trinta e seis) búfalos, 04 (quatro) cavalos e 01 (um) cachorro.

Dessa forma, após concluído o relatório técnico a ser elaborado pelos peritos, o proprietário poderá sofrer novas sanções administrativas pela Polícia Militar Ambiental, com a consequente elaboração de novos Autos de Infração Ambiental com base no artigo 29 da Resolução SIMA 005/21, cabendo ainda comunicação de tais fatos para a Defesa Agropecuária e CETESB local, para que sejam tomadas as medidas cabíveis em relação à fiscalização sobre abate e descarte irregular de animais, cabendo também a apuração pela Polícia Civil do local dos fatos, de crime ambiental no tocante à “Poluição” com fulcro no artigo 54 da Lei Federal 9605/98.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Boletim policial desta sexta-feira (7)