Defesa Civil fez 360 atendimentos de janeiro a maio

130

Divulgação 

Vistoria em imóveis para verificar possíveis danos estruturais foi a principal demanda da Defesa Civil de Rio Claro nos primeiros cinco meses deste ano. Dos 360 atendimentos e ações de rotina realizados pelo departamento de janeiro a maio, 117 foram vistorias em imóveis.

As outras ações que mais mobilizaram a Defesa Civil rio-clarense nesse período foram monitoramento em áreas de alagamento (80 atendimentos) e monitoramento em área de risco (46). Somente as três atividades mais frequentes responderam por 67,5% de todo o trabalho realizado até o momento neste ano pela entidade, vinculada à prefeitura por meio da Secretaria de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana.

“No caso de monitoramento em áreas de alagamento o que chama a atenção é que em maio houve mais mobilização da Defesa Civil do que em fevereiro, março e abril somados”, comenta o diretor da Defesa Civil de Rio Claro Wagner Martins Araújo, lembrando que os três primeiros meses do ano geralmente representam o período de chuvas mais fortes. Em janeiro deste ano foram 33 atendimentos do tipo, em fevereiro quatro, em março oito, em abril nove e em maio 26.

Queda de fios (cinco atendimentos), incêndios (oito), ocorrência com árvores (21), orientação ao público (18) e queda de poste (um) foram algumas das outras ações realizadas pela Defesa Civil de Rio Claro nesses cinco primeiros meses.

Segundo o secretário municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana, Marco Antonio Bellagamba, o foco da Defesa Civil de Rio Claro é a prevenção. “Para isso, a Defesa Civil está desenvolvendo trabalho articulado com outros setores da prefeitura e da sociedade”, explica, observando que o objetivo é que o município tenha mais capacidade de resiliência, ou seja, de superar situações adversas como deslizamentos, alagamentos e outros desastres do tipo.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: