Filme foi gravado em feirinha que acontece no Cervezão (Foto: Larissa Morari)

Lucas Calore

Filme foi gravado em feirinha que acontece no Cervezão (Foto: Larissa Morari)
Filme foi gravado em feirinha que acontece no Cervezão (Foto: Larissa Morari)

O Festival de Cannes, a mais famosa mostra internacional de cinema do mundo, realizada na cidade de Cannes, na França, terá a participação de Rio Claro.

Isto por que a 54ª Semaine de la Critique (Semana da Crítica, em português) uma mostra reservada que faz parte da programação do festival, selecionou o curta-metragem “Command Action”, do diretor João Paulo Miranda Maria, que está à frente do grupo rio-clarense Kino-Olho.

Gravado em dezembro, do último ano, na tradicional feirinha livre que acontece aos domingos no Cervezão, o filme será exibido na mostra que acontece a partir da segunda semana do mês de maio . O júri será presidido pela atriz e diretora israelense Ronit Elkabetz.

Segundo o diretor, o filme relata a história de um menino que carrega o dinheiro da sua família para comprar alimentos na feira, porém acaba mudando e fazendo uma escolha egoísta. “Neste filme procuramos adaptar vários fatos e histórias que encontramos na feira. O roteiro foi o resultado de oito meses de pesquisa”, conta João Paulo Miranda Maria. O protagonista é David Martins, um adolescente de 14 anos, estudante de Rio Claro, que realizou o seu primeiro trabalho como ator no filme.

A expectativa para Cannes é grande “Estamos entre os 10 melhores curtas do mundo. Apenas este fato já é um prêmio. Estou recebendo diariamente várias ligações estrangeiras, vindas de Paris e até de Los Angeles, de um representante de diretores como Tim Burton, Quentin Tarantino, etc. Eles procuram novos cineastas com olhares únicos e originais. O interesse deles sobre meus próximos projetos é grande”, celebra o diretor.

A ideia para o filme deriva de um documentário, feito há quatro anos (”Feira Livre do Cervezão”). O projeto, aprovado pela Lei Rouanet, captou recursos em empresas da cidade para viabilizar a produção, que tem 14 minutos de duração. Rifas também foram realizadas pelos integrantes do grupo para custear o projeto. O diretor conta ainda que há cerca de dois anos que inscrevem seus últimos trabalhos nos maiores festivais do mundo.

Em 2014, o curta “Ida do Diabo”, também do grupo, participou de Cannes através da mostra Short Film Corner. Em dezembro, o João Paulo Miranda Maria deve ir a Paris para receber orientações para conseguir realizar o seu primeiro longa-metragem.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Mais trechos da Rua Jacutinga são recapeados

Rio Claro vacina contra a Covid na 3ª-f a partir das 7h30