Projeto Consulado da Mulher, uma ação social da marca Consul, não ocupa mais prédio localizado na Rua 2 e agora realiza suas atividades e cursos na Avenida 80-A, anexo à empresa Whirlpool

Vivian Guilherme

Por muito tempo, a Unidade Rio Claro do projeto Consulado da Mulher atendeu em um prédio localizado na Rua 2 com a Avenida Visconde do Rio Claro. Entretanto, agora o projeto funciona em outro endereço, na Avenida 80-A, n° 777, no bairro Distrito Industrial, anexo à empresa Whirlpool.

O Consulado da Mulher oferece treinamentos em: formação de preço, gênero, atendimento ao cliente, marketing, gestão da produção e boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos. Para participar dos cursos, as mulheres devem realizar inscrição por meio da ‘Seleção de Empreendedoras’, realizada todo início de ano.

Projeto Consulado da Mulher, uma ação social da marca Consul, não ocupa mais prédio localizado na Rua 2 e agora realiza suas atividades e cursos na Avenida 80-A, anexo à empresa Whirlpool
Projeto Consulado da Mulher, uma ação social da marca Consul, não ocupa mais prédio localizado na Rua 2 e agora realiza suas atividades e cursos na Avenida 80-A, anexo à empresa Whirlpool

PIONEIRISMO EM RIO CLARO

A primeira unidade do Consulado da Mulher foi instalada em Rio Claro há 14 anos. Hoje, o programa atende em outras cidades do País, como Manaus, São Paulo e Joinville, sempre focando a capacitação de mulheres para o trabalho.

O Consulado da Mulher é uma ação social da marca Consul, que transforma os sonhos de mulheres em situação de vulnerabilidade social em realidade. A geração de renda para melhorar a qualidade de vida das pessoas é incentivada por meio do empreendedorismo feminino. Consultorias e treinamentos gratuitos são oferecidas às selecionadas, por dois anos.

Em 14 anos de atuação, mais de 34 mil pessoas foram beneficiadas por todo o Brasil. Apenas em Rio Claro, mais de 12 mil mulheres foram atendidas desde o início do projeto. O perfil das mulheres que são beneficiadas é de mantenedoras da família, com baixa escolaridade e que empreendem por necessidade, não por oportunidade.

Segundo a assessoria de imprensa do Consulado, antes de 2016, as áreas de lavanderia, artesanato e alimentação eram os setores em que as mulheres assessoradas mais atuavam. A partir deste ano, devido a análises internas, os esforços foram direcionados para a área de alimentação, com cursos voltados para este setor.

Mais informações e inscrições podem ser obtidas por meio do site do projeto: www.consuladodamulher.org.br.

CURSOS

Segundo a assessoria, antes de 2016, as áreas de lavanderia, artesanato e alimentação eram os setores em que as mulheres assessoradas mais atuavam. A partir deste ano, devido a análises internas, os esforços foram direcionados para a área de alimentação, com cursos voltados para este setor.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: