Na noite de 5 de junho, por volta das 18h30, a equipe da Patrulha Maria da Penha foi acionada para atender uma ocorrência de violência doméstica no Parque Universitário. No local, a vítima informou que o companheiro, depois de uma discussão e de ameaçá-la de morte, jogou gasolina em seu corpo e ia atear fogo nela, sendo impedido pelo filho.

Esse é um dos casos de violência doméstica registrados em Rio Claro, que têm sido frequentes. Diante desse aumento, a Guarda Civil publicou um vídeo de orientação para que a comunidade denuncie os agressores.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro tem três novos casos de dengue

Daae orienta sobre decreto que multa por desperdício de água