Cachaça em Analândia ultrapassa fronteiras

228

Sidney Navas

Tida como o terceiro destilado mais consumido no mundo, a cachaça é ‘a cara do Brasil’ e o mercado em expansão favorece novos negócios. Cachaçaria Macaúva em Analândia é o ‘paraíso’ para quem aprecia a bebida, sendo conhecida em todo o país

cachacariaMacauva4
MADE IN BRAZIL: contra fatos não há como argumentar. A cachaça é a ‘cara’ do país

 

Não adiantar negar, os números falam por si só. Segundo informações do Centro Brasileiro de Referência a Cachaça são aproximadamente 40 mil produtores em todo território nacional sendo o terceiro destilado mais consumido no planeta. Trata-se de um produto com a ‘cara do Brasil’. Em Analândia a Cachaçaria Macaúva tem uma ‘carta especial’ com 24 tipos da bebida.

“Nossa ideia é ter uma síntese da cachaça brasileira com cachaças de Minas Gerais, São Paulo, Espírito santo, Paraíba, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e demais Estados brasileiros. São cachaças de 38 % vol à 48% vol. De Bálsamo, Amburana, Ipê, Jequitibá, Carvalho americano e europeu, além das cachaças puras, envelhecidas há dois, três, cinco e oito anos criando uma disputa é bem equilibrada no gosto de cada um”, completa o dono do local, Milton Lima.

Ele argumenta que uma boa cachaça começa com um balde e vassoura. Pode parecer estranho, mas faz sentindo. “A assepsia do engenho é muito importante como também o corte das canas, a fermentação, a destilação, o corte na ‘alambicagem’, o envelhecimento, enfim todos os processos de produção devem ser cumpridos com excelência, qualquer etapa que for ignorada irá prejudicar o produto final”, explica. Ficou com vontade? Então lápis e caderno nas mãos. Anote e prepare uma receita repassada por Milton Lima, mas não se esqueça: aprecie com muita prudência e responsabilidade.

Caipirinha com capim Santo Macaúva

Ingredientes

– 100 ml de uma boa cachaça branca – sem envelhecimento;

– um limão Taiti;

– uma ou duas tiras de campim santo (erva cidreira);

– duas colheres de açúcar;

– gelo.

Como fazer?

É bem simples. Comece cortando o limão em quatro partes. Depois corte umas tiras de capim santo com uma tesoura. Macere, ou seja, esmague muito bem quatro vezes os limões junto com o açúcar e o capim picado. Adicione a cachaça e gelo e bata em uma coqueteleira. Coloque em um copo e decore com a outra tira de capim santo e um pedaço generoso de cana de açúcar com o mexedor. Pronto. É só se esbaldar… sem excessos ok.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: