Bocas de lobo entupidas preocupam moradores

94

Sidney Navas

boca
A reportagem do Jornal Cidade percorreu alguns bairros de Rio Claro e pôde verificar que o está acontecendo no Jardim das Palmeiras

Com a epidemia da dengue que assola a cidade, todo cuidado é pouco. Várias situações favorecem o surgimento de mais casos como as bocas de lobo entupidas que podem se tornar verdadeiras vilãs no combate a dengue. Algumas delas, cheias de garrafas plásticas, potes ou outros materiais que juntam água, se transformam em criadouros perfeitos do mosquito Aedes aegypt.

O técnico em administração, Igor Leonardo, fala que perto de sua casa na Avenida 9 com a Rua no Jardim das Palmeiras, um bueiro entupido há cerca de quatro meses deixa todos no bairro aflitos. Ele explica que a situação persiste apesar das inúmeras reclamações feitas junto ao Poder Público.

“Procurei a prefeitura, através do número 156, informando o problema e até agora espero uma providência. Isso é um desleixo e as autoridades precisam se atentar a esse detalhe”, completa. A administração municipal, por intermédio de sua assessoria de imprensa, esclarece que a Secretaria de Manutenção percorre todo o perímetro urbano realizando a limpeza nas bocas de lobo e demais locais que possam favorecer a proliferação da dengue. Entretanto na prática não é isso que parece acontecer. 

A reportagem do Jornal Cidade percorreu alguns bairros de Rio Claro e pôde verificar que o está acontecendo no Jardim das Palmeiras também ocorre em outras localidades também como, por exemplo, ao longo da Avenida José Felício Castelano na região da Vila Cristina.

Lá, segundo a vizinhança, é comum encontrar bueiros nestas condições. Várias denúncias país afora dá conta de que os canos das placas de sinalização de trânsito também poderiam estar concentrando uma grande quantidade de água tornando-se um ambiente propício para a reprodução do mosquito transmissor da dengue. Rio Claro tem hoje mais de sete mil notificações oficiais de pessoas contaminadas e um óbito neste sentido já foi confirmado.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: