Ambulante mobiliza setor de segurança em protesto

6993

Adriel Arvolea 

Por volta das 14h deste domingo (26), o ambulante Davi Francisco de Oliveira, do Padre Lanches, subiu num suporte de ferro – apoiado no poste -, amarrou uma corda no pescoço e ameaçou se matar.

O motivo foi a retirada do seu carrinho de lanches, que fica na Rua 3 com Avenida 1, Centro, pela equipe de fiscalização da prefeitura nesta manhã.

Segundo a administração municipal, o ambulante era autorizado somente a vender lanches, mas estava comercializando salgados e bebidas a preços baixos, conflitando com o comércio de barracas das escolas de samba instaladas no Jardim Público, onde ocorrem os festejos carnavalescos. Ele teria sido alertado sobre a irregularidade, mas continuou vendendo os produtos.

A situação mobilizou o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, que negociou com o ambulante durante três horas. A área ficou isolada. Às 17h, após forte chuva e o retorno do carrinho, Oliveira decidiu descer. Mesmo assim resistiu, pois reivindicava a notificação da retirada do carrinho pela prefeitura que ele não recebeu.

O ambulante foi encaminhado à UPA da 29, para procedimento padrão,  e depois ao Plantão Policial para esclarecimentos.

20170226_1701260

8 COMENTÁRIOS

  1. Me desculpem, mas se ele já estava autorizado a vender os lanches, por que não obedeceu as regras impostas? São só 4 dias, nos outros 361 ele pode vender o que quiser, mania que brasileiro tem de tentar achar uma “brecha” e com o famoso “jeitinho” já conhecido tentar se dar bem, quebrando regras impostas. Tá difícil pra todo mundo? Claro que está! Mas tem espaço pra todo mundo também, ele vende o lanche, outro o salgado, outro a água…Todos lucram um pouco e ninguém sai prejudicado. Fica ameaçando fazer bobagem pra chamar atenção, o famoso “vitimismo” e “coitadodismo” que a grande maioria adora usar e abusar desse artifício pra conseguir as coisas. Parabéns pra prefeitura, que nos próximos anos continue do mesmo jeito que foi esse, melhor carnaval dos últimos 12 anos, as população rioclarense nativa agradece!!

    • “Ele teria sido alertado sobre a irregularidade, mas continuou vendendo os produtos.” Desobediência. Correta a punição. Pra algo tão simples, quem dirá pra outras coisas mais sérias? Brasil, onde o que é errado é certo. Eu da prefeitura no ano que vem proibia esse senhor não deixando ele vender nada nesses dias de folia, pois vai mais uma vez tentar dar uma de esperto e caso for pego novamente vai fazer show de novo. Errado também quem compra esses itens com preços mais baixos, pois se não tem quem compre, não haverá a venda – como as drogas, se não existir o usuário, não tem pra quem o traficante vender, acaba com o negócio na hora.

  2. Deixa eu entender , vocês que comentam são favoráveis à esses preços altos cobrados no comércio de rio claro? Parabéns me digam como é ter dinheiro sobrando ou ser dono de comércio que eu gostaria de saber . Depois vem associações pedir prestígio ao comércio de rio claro

    • Independente do preço, o que está em pauta aqui é a desobediência de uma condição que já havia sido acordada anteriormente entre todos os cadastrados e autorizados a participar do evento. Você sabe interpretar um texto? Ter dinheiro é possível trabalhando honestamente sem o jeitinho malandro brasileiro e seguindo as ordens, leis o regras impostas. “Ordem e progresso” não apenas na bandeira brasileira, mas em cada cidadão fazendo a sua parte.

  3. na verdade esse povo da prefeitura fiscais e demais aproveitadores nao deixam cidadoes de bem e humildes trabalhar ,sempre por de tras do direito sempre tem a proprina se nao e paga eles fecham. mais na hora de pedir voto vao na casa das pessoas pedir,o senhor davi gerava 5 empregos indiretos ali no lanche. aqui em RC so muda o Leao os lobos sao os mesmos.

    • Cuidado Jacques Custeou….a língua é o chicote da bunda. Vc acusa pessoas que sequer conhece. Aliás, segundo seu idiota pensamento, vamos deixar os traficante agirem a vontade…..eles também geram emprego?

  4. O CARA TRABALHA LÁ O ANO TODO, COM CERTEZA PAGA SEUS IMPOSTO, NO CARNAVAL VEM UM BANDO E TIRAM O CARA DO LOCAL NA MARRA, SÓ EM RIO CLARO MESMO.
    SE ELE ESTAVA IRREGULAR ERA SÓ PUNIR ELE ANTES, E AINDA VEM UNS COMENTAR BESTEIRA.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: