Abastecimento de água deixa Cordeirópolis em emergência

79

Ednéia Silva

Situação das represas que abastecem Cordeirópolis está crítica gerando risco de colapso no abastecimento
Situação das represas que abastecem Cordeirópolis está crítica gerando risco de colapso no abastecimento

A Prefeitura Municipal de Cordeirópolis decretou estado de emergência e calamidade pública por causa do longo período de estiagem. Os níveis das represas Mirante e Santa Maria, que abastecem a cidade, estão em situação crítica e há risco iminente de colapso no sistema de abastecimento de água do município. Por conta disso, a prefeitura autorizou o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) a adotar medidas para minimizar o problema

As informações constam do Decreto nº 4.490, de 23 de maio de 2014, publicado na sexta-feira (6) no Diário Oficial do Município. O documento considera “a situação crítica e preocupante dos níveis de água do município na represa do Mirante e represa de Santa maria, que apresentam índices muito abaixo do prudencial”. Ainda segundo o decreto, a falta de água na cidade “poderá privar a comunidade de condições mínimas de atendimento às necessidades básicas”.

O decreto, assinado pelo prefeito Amarildo Zorzo autoriza o SAAE, determina que compete ao SAAE, com o apoio de órgãos e entidades municipais, adotar medidas “que visem reduzir o uso de água a fim de amenizar os riscos de falta d’água no município, bem como reduzir o uso de água residencial, comercial e industrial”.

A matéria na íntegra você confere na edição impressa do JC desta terça-feira, dia 10. Se você é assinante, clique aqui e acesse a edição digital.

Na manhã desta terça-feira, o prefeito de Cordeirópolis, Amarildo Zorzo, foi entrevistado pelo Jornal da Manhã, da Rádio Excelsior Jovem Pan SAT 1.140 khz, e falou sobre alguns projetos da Prefeitura que estão em andamento para melhorar o sistema de água no município. 

Para ouvir, basta clicar no player abaixo.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: