Usuários se queixam e pedem segurança no Lago Azul

64

Ednéia Silva

Catracas foram instaladas nas entradas do parque para evitar a circulação de bicicletas
Catracas foram instaladas nas entradas do parque para evitar a circulação de bicicletas

Internautas utilizaram as redes sociais para criticar a falta de segurança e de manutenção no Lago Azul. De acordo com os posts, nos fins de semana os jovens utilizam as “ruas” do parque como pistas de ciclismo, mesmo a prática sendo proibida. Além disso, adolescentes também estariam fazendo uso de entorpecentes dentro do parque.

“Fica aqui a minha indignação com a segurança no Lago Azul, policiamento zero. Onde estão os pais daquelas crianças que os deixam ir lá sozinhos? Jovens fumando maconha na frente de todo mundo, bicicletas andando no meio do povo sem respeitar a gente”, postou uma internauta.

Outro munícipe escreveu: “O Lago Azul estava uma maravilha ontem! Cheio de adolescentes fumando maconha e empinando bicicletas em meio aos pedestres. Mendigos brigando por cachaça. Não vi nenhum segurança, policial ou guarda municipal. É normal isso?”, questionou.

Também há reclamações sobre falta de iluminação, mato alto e acúmulo de lixo. Algumas pessoas comentam que não adianta proibir o tráfego de bicicletas no parque, se não houver fiscalização no local para coibir as infrações.

Questionada sobre as queixas, a prefeitura informou que o Lago Azul conta com vigias trabalhando no local e a Guarda Civil também realiza rondas no parque. A prefeitura esclareceu ainda que a segurança no parque será reforçada neste mês com mais vigias atuando no local.

Com relação às bicicletas, a prefeitura lembrou que “o Lago Azul dispõe de placas informativas sobre a proibição da circulação de bicicletas no interior do parque. Há também catracas para inibir que as bicicletas tenham acesso ao Lago Azul”.

Sobre o lixo, a administração municipal explica que disponibiliza mais de 60 lixeiras para o descarte correto do lixo, mas salienta a necessidade da colaboração dos usuários. “É necessário que os frequentadores do local façam a sua parte e joguem o lixo no local indicado, contribuindo para que a limpeza do parque possa ser mantida”, comenta.

O governo municipal conclui dizendo que “a Secretaria de Manutenção e Paisagismo mantém equipe trabalhando no local e os serviços de manutenção e corte de mato são permanentes. Sobre uso de entorpecentes, a prefeitura orienta que quem flagrar indivíduos em atitude suspeita chame a Polícia Militar ou a Guarda Civil”. A PM pode ser acionada pela linha 190 e a GCM pelo telefone 153.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: