O Laboratório de Estudos da Postura e da Locomoção organiza e o PROPARKI organizam todos os anos dois eventos específicos sobre a doença

Favari Filho

O programa para pacientes com doença de Parkinson [Proparki] – vinculado ao Departamento de Educação Física do Instituto de Biociências da Unesp [Universidade Estadual Paulista] da Cidade Azul – segue com as inscrições abertas! Os interessados em participar das atividades que, vale lembrar, são gratuitas devem apresentar um atestado do médico responsável pelo tratamento, além de estar fazendo uso dos medicamentos específicos para a doença. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (19) 3526-4365.

O PROJETO

Coordenado pela professora doutora Lilian Teresa Bucken Gobbi, o trabalho teve início no ano de 2005 e, atualmente, algo próximo de setenta pessoas são atendidas por vinte e dois alunos e professores vinculados à graduação e à pós-graduação que auxiliam no planejamento, aplicação e avaliação. Antes do início dos exercícios propriamente ditos – que acontecem três vezes por semana com sessões de uma hora cada –, cabe destacar que todos os pacientes são submetidos a uma bateria de avaliações cognitivas, funcionais e clínicas.

PARKINSON

A doença de Parkinson apresenta cinco estágios diferentes classificados de 1 a 5. No programa desenvolvido em Rio Claro, o planejamento é feito para pacientes entre os estágios 1 e 3, com o objetivo de prevenir os agravos em estágios mais avançados, promovendo assim o bem-estar tanto do paciente, quanto dos seus familiares.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Zé Boquinha, um ídolo rio-clarense