Nesta quinta-feira (30), comemora-se o Dia do Geólogo. É um reconhecimento aos profissionais que trabalham nas várias áreas da Geologia. A origem da Terra, sua composição, estrutura e evolução natural, desde o início até os dias de hoje, constituem o cerne da atuação do Geólogo. É um profissional capaz de ler a história do Planeta escrita pela natureza nas rochas, minerais e fósseis. Neste sentido, desempenha papel de ‘tradutor’ desta escrita para a sociedade.

Ao desvendar segredos da natureza, o geólogo amplia fronteiras, busca e viabiliza o aproveitamento dos recursos naturais minerais e energéticos em prol da humanidade, com responsabilidade e respeito ao meio ambiente. Na superfície, no solo e no subsolo, o nosso planeta, para ser compreendido e sustentavelmente explorado, depende desse profissional.

A Unesp, no câmpus de Rio Claro, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, oferece o curso de graduação em Geologia. Anualmente, são oferecidas 35 vagas. O curso tem duração de cinco anos em período integral e vem sendo sempre bem avaliado nas diversas classificações existentes no Brasil.

Publicidade

Em 2019, o curso de Geologia da Unesp tem motivos a mais para comemorar. Afinal, está completando 50 anos de existência, tendo sido instalado em 1969. Este Jubileu de Ouro será marcado por um evento que acontece na sexta-feira (31), a partir das 9h, nas dependências do IGCE, com a presença de dois dos professores fundadores do curso, de alguns de seus primeiros docentes e ex-alunos.

“O curso de Geologia da Unesp é um dos melhores do Brasil, com reconhecimento nacional e internacional e já formou mais de 1.100 geólogos, muitos mestres e doutores em Geociências, contribuindo para a qualidade de vida de todos nós. Em homenagem a todos os geólogos, reproduzimos o que escreveu Monteiro Lobato na sua obra O poço do Visconde… ‘O sorriso que tenho nos lábios é um sorriso geológico: o sorriso de quem sabe, olha, vê e compreende’”, conclui o diretor do IGCE, Prof. Dr. José Alexandre de Jesus Perinotto, que ainda destaca que “na sua essência, praticamente todos os empreendimentos humanos, desde os primórdios até hoje, dependem da atuação de um Geólogo”.

Vale ressaltar que no início deste mês a Serra do Itaqueri, localizada entre Ipeúna e Itirapina, foi o local escolhido para receber aula de campo dos alunos do curso. O grupo percorreu um trajeto de 7,5 quilômetros, incluindo subidas que somaram mais de 400 metros. Durante o percurso, os graduandos encontraram exposições de rochas de quatro diferentes tipos. A programação faz parte da disciplina Fotogeologia.

Comemoração

O Dia do Geólogo é celebrado em 30 de maio no Brasil em referência à aprovação da Lei 4.076, de 1962, que regulamenta a profissão.

Mais em Dia a Dia: