Folhapress

Thaynã Higor Cruz da Silva (25), tricampeão mundial pela Confederação Brasileira de Parajiu-Jítsu (CBPJJ), morreu durante um ataque a tiros em Praia Grande, litoral de São Paulo, ocorrido nesta quarta-feira (12). Um homem armado entrou em um restaurante e matou duas pessoas com tiros à queima-roupa.

Thaynã Higor estava na entrada do estabelecimento esperando por transporte quando foi abordado pelo atirador.

Após matar o ex-lutador, o criminoso entrou no restaurante e disparou contra um idoso, que também morreu. O homem fugiu e fez reféns em uma pizzaria próxima, mas acabou preso.

Morador da cidade de Guarujá, o paratleta de 25 anos tinha uma lesão no plexo branquial, limitando seus movimentos no braço esquerdo. O problema é decorrente de um erro médico durante o parto.

Thaynã Higor começou a disputar torneios de jiu-jítsu para pessoas com deficiência a partir de 2014. O lutador conquistou três títulos mundiais organizados pela CBPJJ, entidade criadora do parajiu-jítsu. Ele também venceu dois torneios internacionais em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

A CBPJJ lamentou o falecimento de Thaynã Higor em publicação no Instagram. A Confederação declarou uma semana de luto em homenagem ao tricampeão mundial.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Pelé segue internado e quadro de saúde é estável