Rio Claro endossa coro do impeachment de Dilma Rousseff

105

Antonio Archangelo

Endossando os gritos dos descontentes pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), cujo governo é alvo de inúmeras denúncias e investigações de corrupção, o rio-clarense promete ir ao Jardim Público neste domingo, 13 de março, às 9h30. O MOVIMENTO ‘VEM PRA RUA’, juntamente com diversos segmentos da sociedade, pretende reunir cidadãos insatisfeitos com a atual conjuntura em um grande protesto.

Para o empresário Pedro Mazine, “independente de ser ou não político, independente de partido, se cometeu crime contra o patrimônio público tem que pagar. Fui convidado pelo Movimento Vem Pra Rua Rio Claro e sou como qualquer cidadão que quer a mudança”, disse à reportagem do JC.

Os rio-clarenses prometem comparecer à manifestação marcada para o Jardim Público, que terá início às 09h30 deste domingo
Os rio-clarenses prometem comparecer à manifestação marcada para o Jardim Público, que terá início às 9h30 deste domingo

O cirurgião dentista Wilson Bonifacio diz: “é de ‘ultra’ importância” a presença da população na manifestação. “Pois é uma grande demonstração de que o povo está descontente com o rumo que o país está tomando. O poder pertence ao povo através do voto. O povo elege e o povo depõe”, disse.

Segundo o empresário Anselmo Quinelatto, engenheiro mecânico de formação e atualmente presidente do Ciesp/Fiesp de Rio Claro, o intuito de sua participação na manifestação é “falar sobre a carga tributária, está afetando as pessoas e as indústrias e o serviço. Ela está ligada aos gastos do governo. A população não está aguentando tanto imposto”, citou.

O provedor da Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro, mesmo evitando fazer críticas ao governo federal, comenta que o “convocaram para estar lá”. “Se quisermos mudar um pouco a situação do país, devemos participar”, defendeu Cardoso. O CMRC – Conselho Maçônico Rio-Clarense também estará presente.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: