Projeto precisa de livros e geladeiras

316

Divulgação

A prefeitura de Rio Claro precisa de doações de livros e geladeiras para expandir o projeto “Livro Livre: refresque suas ideias”, uma pequena biblioteca que funciona em geladeiras usadas colocadas em locais de fácil acesso à população. O projeto, idealizado pelo Gabinete de Leitura, foi iniciado há quase dois meses e a primeira geladeiroteca foi instalada no saguão do paço municipal.

Para a secretária de Cultura, Daniela Ferraz, o projeto incentiva a leitura e a solidariedade. “As doações de livros vêm da comunidade para a comunidade”, ressalta Daniela. “As pessoas podem retirar e doar livros sem que haja a necessidade de um cadastro formal com qualquer biblioteca”, acrescenta.

Agora, a ideia é expandir o projeto com a ajuda da comunidade. “Precisamos de doações de livros e geladeiras”, comenta a bibliotecária Cristina Baboni, responsável pelo Gabinete de Leitura. Podem ser doados livros de qualquer gênero e as geladeiras não precisam estar funcionando. Elas serão adesivadas e transformadas em pequenas bibliotecas que irão atender bairros do município e os distritos que não contam com biblioteca. “Queremos colocar uma geladeira em cada distrito para incentivar a leitura”, explica Cristina.

As doações podem ser feitas no Gabinete de Leitura que fica na Avenida 4, número 427, Centro. Quem preferir também pode ligar para 3532-4077. Os livros podem ser doados ainda no paço municipal no setor 156. Qualquer pessoa pode retirar livros na geladeiroteca e devolvê-los após a leitura. As regras para uso e devolução constam da etiqueta anexada no periódico. Não há um prazo específico para o retorno, a pessoa pode ficar com o livro o tempo necessário para sua leitura e até mesmo emprestá-lo para outra pessoa. “A ideia é disseminar o hábito da leitura e conquistar novos leitores que não têm o costume de frequentar bibliotecas”, informa Cristina.

A receptividade ao projeto superou as expectativas iniciais. Em quase dois meses de funcionamento, foram retirados 798 livros na geladeiroteca do paço que recebeu 98 doações. “O resultado foi melhor do que a gente esperava. O projeto foi bem aceito e pessoas de todas as idades estão retirando livros”, destaca Cristina.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: