População deve denunciar as ocorrências para enfrentamento do problema (foto ilustrativa)

Ednéia Silva

Dezenas de pessoas participaram da passeata contra a violência ao idoso realizada nessa segunda-feira (16) na região central de Rio Claro
Dezenas de pessoas participaram da passeata contra a violência ao idoso realizada nessa segunda-feira (16) na região central de Rio Claro

Dezenas de pessoas participaram de uma passeata contra a violência aos idosos nessa segunda-feira (16). Munidas de faixas e cartazes, elas percorreram as ruas no entorno do Jardim Público pedindo respeito a esse público. A mobilização foi organizada pelo Fórum Permanente do Parlamento do Idoso de Rio Claro em comemoração ao Dia Municipal de Conscientização da Violência contra as Pessoas Idosas, celebrado no domingo (15). O fórum foi criado através de decreto legislativo de autoria da vereadora Raquel Picelli.

Sobre a passeata, a vereadora disse é preciso enfrentar o problema da violência contra o idoso que existe, mas é pouco divulgado. Segundo ela, a população tem que repelir qualquer forma de violência contra o idoso e denunciar os casos aos órgãos competentes.

Sulica Magalhães Batistuzi participou da passeata nessa segunda-feira (16). Para ela, os idosos precisam ser respeitados e valorizados, o que normalmente não acontece. José Martins da Silva destacou a importância desse tipo de mobilização como meio de informação.

Já Cândida Iamonte ressaltou que é importante os idosos saberem que têm alguém lutando por eles, que eles não estão sós. Ela afirma que a sociedade pode ajudar denunciando os casos de violência. Ana Maria Rossi Duarte comentou a importância da participação dos mais jovens nesse tipo de movimento, e mostrar respeito aos mais velhos, pois um dia também chegarão à condição de idosos.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Saiba como denunciar assédio sexual sofrido no trabalho

Rio Claro vacina contra a Covid a partir das 7h30