Isaquias Queiroz no Mundial de Canoagem Velocidade – Imagem: Reprodução/Twitter

DEMÉTRIO VECCHIOLI – SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – Isaquias Queiroz faturou neste sábado (6) seu sétimo título mundial adulto na canoagem velocidade. O baiano mais uma vez sobrou contra todos os adversários e venceu com mais de um barco de distância a final do C1 500m do Campeonato Mundial que está sendo disputado em Halifax, no Canadá.

É a quarta vez que ele vence a prova de 500 metros, que não é disputada em Jogos Olímpicos. Nas Olimpíadas, a única prova individual de canoa masculina atualmente é o C1 1.000m, versão que Isaquias venceu há um ano, em Tóquio.

Neste sábado, ele fez o tempo de 1min54s49, colocando mais de dois segundos de vantagem sobre o romeno Catarin Chirila. O tcheco Martin Fuksa terminou em terceiro.

Isaquias também está na final do C1 1.000m, que será disputada amanhã em Halifax, às 11h33 de Brasília. Ele é favorito, ainda que não tenha conseguido vencer a primeira bateria eliminatória, superado exatamente por Chirila, e tenha precisado remar uma vez a mais no torneio, vencendo a semifinal de ontem. O baiano só tem um título mundial no C1 1.000m, conquistado em 2019.

Por estratégia da comissão técnica, diante do calendário do Mundial, Isaquias não está competindo nas provas em duplas, o C2 500m e o C2 1.000m, esta última presente no programa olímpico. Erlon Souza, que foi prata com ele em 2016 e ficou fora de Tóquio por uma lesão crônica na bacia, está de volta às competições, mas forma os barcos com Filipe Vieira.

Eles disputam a final do C2 500m ainda hoje e, amanhã, remam a final do C2 1.000m. Em ambas as provas, Erlon busca o bicampeonato, uma vez que já foi campeão em ambas, uma vez cada, sempre com Isaquias. Pensando em Paris-2024, o planejamento segue sendo que Isaquias compita tanto no C1 1.000m quanto no C2 1.000m.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.