Escola Municipal Profª Djiliah foi a que melhor pontuou nos indicadores do Ideb em 2019 (foto Google/Reprodução 2017)

Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), publicados nessa terça-feira pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, do Ministério da Educação, apontam que a educação municipal em Rio Claro ficou pouco abaixo da média individual da meta esperada para o ano de 2019 após três períodos de resultados crescentes acima do projetado.

O resultado, no entanto, é positivo quando comparado à nota da média nacional referente aos anos iniciais do ensino fundamental, que figurou em 5,9 pontos. De acordo com o levantamento do Jornal Cidade, a rede pública de ensino rio-clarense, referente até a quarta série [5º ano], obteve nota de 6,7 no ano passado, sendo que a meta individual era de 6,8. Para o próximo ano de 2021, o indicador esperado ao município é de 7,1.

Nas medições anteriores, Rio Claro alcançou as metas. Em 2013 a meta era a nota 6,2 e o município obteve 6,4, em 2015 a meta esperada era 6,4, enquanto o resultado foi 6,6. Já em 2017, primeiro ano da atual gestão, a meta seria 6,6 e a rede municipal obteve 6,8.

Publicidade

Das 25 unidades de ensino municipal observadas, apenas 11 ficaram acima da meta individual projetada. A que recebeu a maior nota foi a Escola Municipal “Profª Djiliah Camargo de Souza”, na Vila Alemã, com 7,8, sendo que o indicador esperado era 7,5. No geral, quando comparada à média nacional de 5,9 pontos, são 21 escolas de Rio Claro que figuraram com nota maior e uma com o mesmo índice nacional.

Contatada, a Prefeitura de Rio Claro informou que os números serão analisados pela Secretaria Municipal da Educação. Na região, os resultados individuais gerais obtidos foram: Cordeirópolis nota 7, com meta projetada de 6,5; Santa Gertrudes nota 6,7 (6,6); Itirapina nota 7,2 (6,6), sendo a maior da região; Corumbataí nota 6,6 (6,1) e Araras nota 7 (6,6). Ipeúna ficou abaixo, com nota 6,7, a meta era 6,9; Analândia também ficou abaixo, com nota 6,2 (6,5).

Mais em Dia a Dia: