Festa de Santo Antônio celebra 69 anos de existência

426

A tradicional Festa de Santo Antônio completa 69 anos em 2019. O evento é esperado ao longo de todo ano pela comunidade da cidade e também da região, que marca presença na Capela, localizada na Rua P-4, entre avenidas P-23 e P-25, no bairro Vila Paulista.

Na festa de 2018, foram envolvidos 130 voluntários, sendo que em 2019 deverá girar em torno de 150, em todas as áreas, ou seja, litúrgica, preparo da estrutura e realização nos dias do evento.

Os preparativos começam dois meses antes, com a Trezena a Santo Antônio. “Este ano, além da parte litúrgica que é intensa no período, contaremos com 5 dias de quermesse, no pátio interno da Capela, com 3 ambientes totalmente cobertos e com toda a infraestrutura para receber os fiéis”, fala Ivan Marafon, voluntário na organização da festa.

Ivan ressalta a importância do trabalho de todos de modo geral. “Devo deixar claro que sem o voluntário jamais poderíamos realizar uma atividade desse porte, pois no nosso movimento gira em torno de 1.500 pessoas, nos sábados normais de quermesse, e 4.000 no dia 13, dia do Padroeiro, quando as atividades iniciam-se às 09h, terminando com a quermesse à noite.”

A Festa de Santo Antônio acontece nos dias 8, 13, 15 e 22 de junho, sempre após a celebração da missa, que acontece a partir das 18 horas, na Capela.

70 ANOS DA CAPELA

No dia 30 de outubro de 2019, a Capela de Santo Antônio completa 70 anos de sua fundação.

“Ao ser loteado o bairro Vila Paulista, as terras eram de propriedade da Companhia de Estradas de Ferro, e empreendidas por Edmundo Navarro de Andrade, houve um quarteirão destinado para a construção de um grupo escolar e uma igreja. Ao receber a escritura, o responsável na época, cônego Antônio Martins Silva, nomeou uma comissão de pessoas interessadas em fundar uma igreja”, conta Marafon e segue. “Essa comissão ficou incumbida de conversar com a comunidade local para saber qual santo deveria ser o patrono da capela e foi decidido que seria o Milagroso Santo Antônio. A comissão começou seu trabalho e no dia 30 de outubro de 1949, às 9 horas, foram realizados a primeira missa campal e o assentamento da pedra fundamental da Capela de Santo Antônio.”

Com o passar dos anos, o bairro cresceu, assim como a comunidade e toda região ao entorno.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: