Evento de Balonismo custará R$ 80 mil aos cofres públicos

57

Matheus Pezzotti

Eventos de balonismo acontecem em Rio Claro desde 2005, completando, neste ano, uma década de realização de provas
Eventos de balonismo acontecem em Rio Claro desde 2005, completando, neste ano, uma década de realização de provas

Nos últimos dez anos, no mês de aniversário da cidade, acontece um evento relacionado ao balonismo. Neste, já está confirmada a realização da Segunda Edição da Copa Rio Claro de Balonismo, de 25 a 28 de junho. Questionada pela reportagem do JC sobre o custo destinado para a realização do evento, a prefeitura, através de nota enviada por sua assessoria de imprensa, informou que investirá R$ 80 mil com recursos da Secretaria Municipal de Turismo.

“A prefeitura ressalta que, além de se caracterizar como uma opção de lazer para o público, o evento deverá fomentar investimentos no comércio, bares, restaurantes e rede hoteleira, uma vez que a cidade irá receber grande número de turistas da região, bem como os pilotos e suas equipes”, continua o comunicado.
Além dos eventos envolvendo os balões de ar quente, como as competições e apresentações noturnas, em alguns anos, era costumeira a presença da Esquadrilha da Fumaça.

De acordo com a seção de Comunicação Social do Esquadrão de Demonstração Aérea Esquadrilha da Fumaça, a última apresentação em Rio Claro foi em 2010. Sobre isso, a prefeitura também respondeu que “no final do ano passado o gabinete do prefeito enviou ofício solicitando a presença da Esquadrilha da Fumaça nos 188 anos de Rio Claro, comemorados no próximo dia 24.

A Base Aérea de Pirassununga respondeu que neste ano as apresentações estão suspensas porque a Esquadrilha da Fumaça está fazendo testes com um novo avião. A prefeitura de Rio Claro já está se manifestando interessada em ter a apresentação da Esquadrilha da Fumaça no ano que vem”. A nova aeronave em questão é o A-29 Super Tucano e, por este motivo, a agenda de demonstrações da Esquadrilha da Fumaça está temporariamente suspensa.

“O órgão que centraliza os pedidos de demonstração e estabelece a agenda é o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica. Os critérios envolvem questões como logística demandada e porte do evento”, acrescentou em nota a seção de Comunicação Social da Esquadrilha da Fumaça. Vale ressaltar que a Esquadrilha da Fumaça não cobra cachê dos organizadores dos eventos dos quais participa. Todos os custos, envolvendo manutenção, combustível e pessoal, são por conta do Comando da Aeronáutica.

Cabe à organização, providências para uma infraestrutura de solo, para que o trabalho aconteça com segurança para a equipe e para aqueles que prestigiam a demonstração.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: