“A dor é muito grande”, diz mãe de menino que morreu afogado

291

Carine Corrêa

Jeniffer mostra a foto do pequeno Gabriel, que morreu afogado no começo deste mês
Jeniffer mostra a foto do pequeno Gabriel, que morreu afogado no começo deste mês

O dia 3 de fevereiro de 2016 mudou o sentido da vida da jovem Jeniffer Silverio. O motivo foi a perda do seu filho mais novo, Gabriel, que tinha apenas 1 ano e 6 meses de idade.

Toda a família, que inclui irmãs, sobrinhos e mãe de Jeniffer, tenta superar a perda da criança, que morreu afogada depois de cair em uma piscina na residência de Jeniffer. “Recebi liberdade da prisão há cerca de dois meses. Quem cuidava do Gabriel para mim enquanto estava cumprindo pena era minha mãe, que está sofrendo muito com a ausência do meu filho”, comenta Jeniffer. O irmão de apenas 8 anos está mais irritado, segundo o relato da mãe. “Sinto ele mais revoltado depois que o irmão se foi. A perda é difícil para todos que conviviam com ele”, salienta.

Como foi socorrer o filho?

O afogamento aconteceu na manhã do dia 3, por volta das 9h30 na residência de Jeniffer, localizada na Estrada da Bomba, no Jardim Bandeirante. Gabriel estava na sala com o irmão e um dos primos. “Fui à padaria para comprar pão pra ele tomar café. Ele tinha entrado na piscina antes, mas ela não estava muito cheia. Quando retornei, fui para o quarto. Meu sobrinho estava no sofá. Quando notei que ele não estava mais na sala, me veio no mesmo instante checar a piscina. Saí correndo e quando cheguei ao quintal ele já estava dentro da piscina”, detalha Jeniffer.

A mãe desesperada tentou socorrer Gabriel. Ela fez procedimentos de primeiros socorros, mas não conseguiu ressuscitar o menino. “Uma pessoa acionou o Samu e outra o Corpo de Bombeiros. O Samu demorou cerca de 25 minutos para chegar. Ficaram fazendo uma série de perguntas, quando queria na verdade a presença deles o mais rápido possível”, criticou. Ela diz que, depois da morte de Gabriel, a piscina logo foi rasgada pelo seu pai, que ficou muito abalado com a morte do pequeno neto.

Orientações

Jeniffer faz questão de dar o recado para as mães. “Todo cuidado é necessário. Não podemos descuidar por nenhum instante”, finalizou. Nas redes sociais, muitos amigos e familiares da mãe do menino compartilharam mensagens de conforto a ela. “Nem tenho palavras pra descrever essa dor, mas seja forte. O céu está em festa. É mais uma estrelinha a brilhar”, comentou um dos amigos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: