Divulgação

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Rio Claro – Sindmuni, publicará nesta sexta-feira (12) um edital de convocação aos servidores para participarem de assembleia na próxima terça-feira, dia 16, para deliberar sobre a deflagração de greve. A assembleia tem início marcado para às 19h, no Refeitório do NAM (Núcleo Administrativo Municipal).

O presidente da entidade, Tu Reginato, explica que a situação chegou ao limite. “Quando iniciamos as assembleias para deliberar sobre o não pagamento das horas extras, demos um prazo para a prefeitura. Agora, porém, a situação é insustentável”, declarou.

Tu Reginato destaca ainda que a deflagração da greve implica algumas responsabilidades ao sindicato, representante legal da categoria, como a formação de uma comissão e a notificação dentro do prazo especificado na Lei de Greve (Lei nº 7.783/89) de aviso à Administração Municipal num prazo de 72 horas para serviços essenciais à população e 48 horas nos demais serviços. O edital pode ser lido também no site do Sindmuni.

ENTENDA

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal (Sindmuni) afirma que, a exemplo do que ocorreu em outras oportunidades, a Prefeitura de Rio Claro não pagou, além das horas extras, o adicional noturno, 50% do décimo terceiro e licença-prêmio programada dos funcionários no quinto dia útil deste mês. Segundo informações do sindicato, “a justificativa é a mesma de sempre: não existe dinheiro em caixa”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias: