A arrecadação de lacres de alumínio, que é trocada por cadeira de rodas, é realizada na escola desde 2012. Nas duas trocas anteriores, as entidades beneficiadas foram Centro de Habilitação Infantil Princesa Victoria e Hospedaria de Emaús.

Ramon Rossi

A importância da instalação, em Araras, de um abrigo para acolher mulheres vítimas de violência, ação que começa a ser implementada pela prefeitura da cidade, foi abordada pela delegada Andrea Arnosti, titular da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Araras.

Ela visitou o local onde a obra está sendo feita junto do vereador Felipe Beloto (PL), que chegou a fazer uma indicação ao Executivo para a implantação do abrigo e aprovou emenda no valor de R$ 100 mil ao Orçamento do Município para 2020, especificamente para serem investidos nesse equipamento público.

O abrigo está sendo implantado em parte do que hoje é o CCI (Centro de Convivência do Idoso) Jesus de Nazaré, no Jardim São João. Formado por 32 casas, o conjunto está passando por uma reforma em duas fases – uma para adaptar 20 casas e também a fachada do Centro para melhor acomodação e atendimento dos idosos e outra fase para transformar 12 unidades em local para abrigar mulheres que tenham comprovada necessidade de acolhimento, após registro de agressões.

Publicidade

A medida é considerada primordial para o avanço da política pública de proteção à mulher. “A instalação deste abrigo é de fundamental importância, porque muitas vezes elas querem denunciar seus agressores mas têm que voltar ao convívio com ele, o que é extremamente delicado. Então tendo esse espaço, vai facilitar muito para o atendimento delas”, disse a delegada ao JC.

Beloto corroborou a explicação da delegada. “Não há política pública efetiva para proteger as mulheres sem que a cidade conte com um local digno e adequado para que elas passem esse momento difícil. Muitas, inclusive, têm filhos e não possuem quem as auxilie”, afirmou.

A instalação do abrigo foi alvo de articulações de Felipe Beloto junto do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Mulheres de Araras.

As casas adaptadas pela Prefeitura terão que ser equipadas com móveis e eletrodomésticos para acolher as mulheres atendidas. Por conta disso, Beloto está apresentando, ao longo desta semana, pedidos de verbas a deputados estaduais e federais para auxiliar o município na conclusão da implantação do abrigo.

Mais em Notícias: