Após reeleição, presidente do Velo Clube terá reunião na FPF

69

Matheus Pezzotti

Diretoria está próxima de anunciar parceria que promete montar time competitivo para brigar pelo acesso. Na última série A-2, terminou em sétimo lugar
Diretoria está próxima de anunciar parceria que promete montar time competitivo para brigar pelo acesso. Na última série A-2, terminou em sétimo lugar

Na noite da última segunda-feira (18), o Conselho Deliberativo do Velo Clube se reuniu no Benitão para a eleição da diretoria para o triênio 2015/2017. Sem oposição, a única chapa inscrita, Velo Sempre, foi a vencedora. O atual presidente, Adalberto Irineu Borges, foi reeleito com Eduardo Roberto Cequinne, Rubens Santana e José Pedro de Paula Caraça como vices, Edson Aparecido Martins e Mauricio Pereira Lima como secretários e Sergio Emilio Zane e Vanderley Roberto Godoy como tesoureiros.

“A principal meta era o acesso, mas não conseguimos, e preservar o clube na A-2 é um fato a ser comemorado. Estamos sonhando com saltos maiores e esperamos conseguir”, afirma. Para isso, a diretoria segue em conversações com possíveis grupos interessados em administrar o futebol do clube com data para ser anunciada.

“Temos uma garantia de termos um parceiro. Na terça-feira recebemos uma nova minuta de contrato para renegociarmos os detalhes, mas já falei que vamos anunciar no dia 28 de agosto, aniversário do Velo. Há um outro grupo em conversação. Enquanto eu não assinar com esse grupo, não dispenso o outro”, comenta.

Borges terá uma reunião nesta quarta-feira (20), na Federação Paulista de Futebol, com o presidente da entidade Marco Polo Del Nero para anunciar a intenção do clube em ser sede da Copa SP de Futebol Jr e também sobre a capacidade dos estádios, que se especula ter uma redução nas séries A-1 e A-2 de 15, para 10 mil.

“Vou levar o ofício para sermos sede. Não há nada definido sobre a diminuição da exigência de lugares para 10 mil, mas pelo que comenta-se nos bastidores, estamos confiantes nessa redução. Os possíveis parceiros não entraram nos méritos de ampliação e reforma no Benitão, somente o futebol”, finaliza.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: