Mesmo com péssima arbitragem, que não marcou pênaltis para ambos os times, mais uma vez, Rubro-Verde perde muitos gols e encerra sua participação na série A-2, enquanto que o Penapolense escapa do rebaixamento

Matheus Pezzotti

Mesmo com péssima arbitragem, que não marcou pênaltis para ambos os times, mais uma vez, Rubro-Verde perde muitos gols e encerra sua participação na série A-2, enquanto que o Penapolense escapa do rebaixamento
Mesmo com péssima arbitragem, que não marcou pênaltis para ambos os times, mais uma vez, Rubro-Verde perde muitos gols e encerra sua participação nesta série A-2, enquanto que o Penapolense escapa do rebaixamento

Depois de passar 17 rodadas no G-8, com a derrota por 1 a 0 para o Penapolense no estádio Tenente Carriço na manhã deste domingo (3), o Velo Clube conseguiu não se classificar e encerrou sua participação nesta série A-2.

O gol foi marcado por Neílson, de falta, aos 34 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o Rubro-Verde encerrou sua participação no estadual em 10º lugar, com 27 pontos e o Penapolense escapou da degola, ficando em 14º, com 23 pontos, rebaixando o Paulista. Com o empate do Santo André em casa por 0 a 0 com o Galo da Japi, o Velo se classificaria com uma vitória simples, mas mais uma vez, seu ataque falhou nas finalizações.

O JOGO
Com atraso de nove minutos, o jogo começou com as equipes compactas se preocupando mais em não sofrer, do marcar gols. Aos nove, Paulinho foi derrubado na área, mas o árbitro nada marcou.

No minuto seguinte, o CAP respondeu com Leandro, que entrou na área com facilidade e bateu na saída de Rafael Pin que fez ótima defesa e evitou o gol dos donos da casa. Além da preocupação em não sofrer gols, o forte calor impedia que o jogo tivesse mais movimentação.

Aos 37, Rodrigo Souto arriscou de fora, a bola desviou e passou muito perto e por pouco o Penapolense não abriu o placar.

Na volta do intervalo, precisando vencer para, no caso do Velo, classificar e do CAP, para escapar do rebaixamento, os times mudaram a postura, com o Rubro-Verde melhor, mas como sempre, com ataque finalizando horrivelmente para o gol adversário.

Aos 11 minutos foi a vez do árbitro não marcar pênalti para os donos da casa em cima de Kesley. O jogo ficou aberto, com os dois times indo ao ataque. Aos 15, Jackson recebeu e bateu acertando a trave.

Aos 27, novamente Jackson teve a chance de marcar, mas, ao receber na pequena área, sozinho, conseguiu chutar para fora. No minuto seguinte, novo pênalti para o Velo Clube, que o árbitro também não marcou.

Aos 34, após vacilo no meio, o Velo perdeu a bola e teve que fazer a falta para matar a jogada. Na cobrança, perto da área, Neílson bateu com maestria, no ângulo, para abrir o placar. Depois, o jogo ficou paralisado por cerca de nove minutos, pois a ambulância teve que levar um torcedor para atendimento. Ao retornar, o CAP ainda teve uma chance com João Vitor, que na cara do gol, mandou para fora e o jogo seu com o mesmo placar até o apito final.

Os erros da arbitragem deram motivos para jogadores e o técnico Luis dos Reis mascararem a incompetência do time por não ter conseguido a classificação, em entrevistas para o repórter Ademir Sartori, durante a transmissão da rádio Excelsior Jovem Pan News, 1410 kHz.

ANÁLISE
A diretoria do Velo Clube paga o preço por ter um elenco mediano. O ataque é nível de série A-3, assim como alguns outros jogadores em outros setores.

Insistiu com alguns jogadores que já passaram pelo clube em outras temporadas e mostraram não serem da divisão, com pouca qualidade, mas que a diretoria teimava que eram craques.

E principalmente pela equivocada e precipitada troca de treinador, já que o time não havia saído do G-8 até então, contratando um inferior ao que estava.

De alento ao torcedor rio-clarense, haverá dérbi em 2017.

FICHA TÉCNICA
PENAPOLENSE 1 X 0 VELO CLUBE
Local: estádio Tenente Carriço, em Penápolis
Campeonato: série A-2, 19ª rodada
Público e renda: não divulgados
Gol: Neílson (falta) aos 34’/2T (Penapolense)
Árbitro: Ilbert Estevam da Silva
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Cartões amarelos: Fio e Kesley (Penapolense) e Mizael, Tiago Bernardi e Paulinho (Velo Clube)

PENAPOLENSE
Samuel; Neílson, Guilherme, Jorge Miguel e Ricardo; Jairo, Dudu (Nandinho), Rodrigo Souto e Fio; Leandro (João Vitor) e Beto (Kesley). Técnico: Evaristo Piza

VELO CLUBE
Rafael Pin; Mizael (Jackson), Duda, Tiago Bernardi e Calixto; Niander, Luiz Henrique, Paulinho (Teco) e Judson; Leleco (Tom) e Leandro Costa (Tom). Técnico: Luis dos Reis

RESULTADOS DA 19ª RODADA

Santo André 0 x 0 Paulista
Independente 0 x 0 Rio Branco
Portuguesa 0 x 0 Atlético Sorocaba
Penapolense 1 x 0 Velo Clube
Mirassol 2 x 1 Batatais
Marília 0 x 0 Monte Azul
Guarani 0 x 2 Barretoos
Bragantino 0 x 1 Juventus
São Caetano 4 x 3 Taubaté
União Barbarense 2 x 0 Votuporanguense

CLASSIFICAÇÃO AO FINAL DA PRIMEIRA FASE

———–CLASSIFICADOS——————

1º São Caetano 39 pontos
2º Bragantino 38 pontos
3º Mirassol 37 pontos
4º Barretos 32 pontos
5º Taubaté 32 pontos
6º União Barbarense 30 pontos
7º Batatais 30 pontos
8º Santo André 29 pontos

—-ELIMININADOS QUE SEGUEM NA A-2——–

9º Guarani 27 pontos
10º Velo Clube 27 pontos
11º Juventus 27 pontos
12º Votuporanguense 24 pontos
13º Portuguesa 24 pontos
14º Penapolense 23 pontos

———–REBAIXADOS———————

15º Paulista 22 pontos
16º Monte Azul 18 pontos
17º Independente 17 pontos
18º Atlético Sorocaba 16 pontos
19º Marília 15 pontos
20º Rio Branco 15 pontos

CONFRONTOS DAS QUARTAS DE FINAL

São Caetano x Santo André
Bragantino x Batatais
Mirassol x União Barbarense
Barretos x Taubaté