Folhapress

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) aplicou uma multa de R$ 10 mil ao responsável pelo lançamento de uma sustância azul na água da cachoeira Queima-pé, em Tangará da Serra (MT).

Segundo a Secretaria, o familiar do casal que fazia um chá de revelação e que prestou esclarecimentos informou ter sido ele o responsável pelo lançamento de substância utilizada como corante para tingimento de cascatas e piscinas, denominada “Lago Azul”.

A ação foi enquadrada no artigo 62 do decreto federal 6514/2008 que define como infração ambiental “lançar resíduos sólidos, líquidos ou gasosos ou detritos, óleos ou substâncias oleosas em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou atos normativos”.

O casal que viralizou com o chá de revelação foi bastante criticado nas redes sociais pelo excesso de criatividade e da falta de bom senso. Para anunciar a espera de um menino, as águas de uma cachoeira foram tingidas de azul pela família dos “grávidos”.

As imagens causaram revolta nas redes e foram deletadas do Instagram onde originalmente foram publicadas. O evento reuniu cerca de 50 pessoas entre familiares e amigos do casal.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.