SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Bicampeão da F-1, o piloto espanhol Fernando Alonso, 38, voltará a correr na categoria em 2021.

Nesta quarta-feira (8), a Renault, equipe com a qual Alonso conquistou seus dois títulos mundiais em 2005 e 2006, anunciou o retorno do espanhol à escuderia para a próxima temporada.

“A Renault é minha família, minhas melhores lembranças na F-1 com meus dois títulos mundiais, mas agora estou olhando para o futuro. É uma grande fonte de orgulho e, com uma imensa emoção, estou retornando à equipe que me deu a chance no início da minha carreira e que agora me dá a oportunidade de retornar ao mais alto nível”, afirmou o piloto.

Publicidade

Longe da categoria desde o fim de 2018, quando decidiu deixar a McLaren, Fernando Alonso fará sua terceira passagem pela Renault. Ele chegará para ocupar a vaga do australiano Daniel Ricciardo, que deixará a equipe no fim da atual temporada.

Na Renault, o espanhol será companheiro do francês Esteban Ocon. O piloto de 38 anos -completará 39 este mês- assinou contrato por dois anos (até 2022), com opção de renovação por mais um.

“Assinar com Fernando Alonso faz parte do plano do Grupo Renault para continuar seu comprometimento com a F-1 e voltar ao topo. Sua presença na equipe é formidável no nível esportivo, mas também para a marca, à qual ele é muito ligado. A força da ligação entre ele, a equipe e os fãs fez com que ele se tornasse uma escolha natural”, afirmou Cyril Abiteboul, chefe da Renault.

Alonso estreou na F-1 em 2001 e defendeu quatro equipes: Minardi, Renault, com a qual conquistou seus dois títulos mundiais, McLaren e Ferrari. Nos 17 anos em que correu na categoria, o espanhol somou 312 GPs e subiu 97 vezes ao pódio, com 32 vitórias.

Mais em Esportes: