Fim do Rio Claro Basquete

483

Favari Filho

Tristeza para a torcida leonina na Cidade Azul. Depois de uma verdadeira saga sobre a permanência da equipe do Rio Claro Basquete em atividades esportivas, o Caderno de Esportes do JC apurou na tarde desta terça-feira (1º) que o time não deve estrear no NBB [Novo Basquete Brasil] e que o fim será anunciado oficialmente na quinta-feira (3) pela diretoria do clube que, em 2016, completa trinta e cinco anos de glórias nas quadras de todo o País.

Cabe lembrar que, na semana passada, a direção anunciou o possível fim do escrete caso um compromisso com o governo recém-eleito não fosse firmado, uma vez que a temporada para o RCB teria início no dia 9 de novembro contra o Vitória, às 20 horas, no Felipão, e, portanto, período que corresponde a atual administração [que encerra sua gestão em 31 de dezembro], mas avança o ano de 2017. A decisão sobre o encerramento das atividades, entretanto, foi adiada para a última segunda-feira (1º), data em que dirigentes passaram reunidos com representantes da nova administração e empresários. Mediante a ausência de negociações, o time deve encerrar sua trajetória na próxima quinta-feira (3).

A reportagem procurou o prefeito eleito Juninho que, em nota, expôs que está aberto ao diálogo e que devido a “toda tradição do RCB e pelas grandes conquistas alcançadas em governos e parcerias anteriores, temos todo interesse na manutenção e fortalecimento da equipe, pois o basquete é um orgulho para os rio-clarenses. Porém, durante toda a campanha eleitoral, me comprometi em atender, primeiramente, as necessidades que afligem a população no atendimento básico da Saúde, Educação e Serviços Públicos”.

O Democrata completou ainda: “Farei um governo de prioridades. É preciso deixar evidente, no entanto, que a responsabilidade pelos atuais encargos financeiros, contratos e outros compromissos com os atletas, com a comissão técnica e demais envolvidos é da entidade que gere o time e da atual administração municipal. Estamos, no entanto, abertos ao diálogo e a colaborar para a busca de patrocínios da iniciativa privada e parcerias que permitam, a partir de 1º de janeiro, viabilizar a participação em competições”.

22 COMENTÁRIOS

  1. Lamentável. Mais uma vez, a política prejudica não só um cidadão, mas uma cidade inteira. Quando o novo prefeito tiver a noção do que está fazendo, será muito tarde! Quatro anos passam rápido!

    • Deixa de ser ridículo, você fala isso pq não depende do SUS, transporte público seu mesquinho, está mais que certo priorizar saúde, educação, funcionarismo público….

  2. Oque tem aver o novo prefeito com isto amigo ele deixou bem claro que quer ajudar so que suas prioridades e saude educaçao ele ta correto todos times do nbb andam sozinho so aqui a prefeitura banca. Temos outras prioridades com ruas cheias de buracos mato auto etc……. fico triste mas e a realidade hj e essa

    • Jose, não é só Rio Claro que recebe ajuda da prefeitura… outros times como Mogi das Cruzes, Basquete Cearence, Franca, Liga Sorocabana, Macae recebem também. Infelizmente todos perdem com fim do Rio Claro… ficamos na torcida para que a cidade consiga logo voltar com o time.

  3. Acho que o novo prefeito começou perdendo um ponto no cargo, mesmo ele alegando as suas prioridades. Acho que cultura é necessário, e podia haver um pouquinho de esforço pelo esporte na cidade. As crianças precisam de inspirações e acho que o basquete trazia um pouco disso.

  4. Prefeito Juninho, não me arrependa de votar em vc…o basquete deverá ser mantido, como vc é muito dado nos meios convença a Tigre / Brastemp / Fiberglass a manter o time…..

  5. lamentavel. essa cidade aos poucos vai cair esquecimento, sem cultura sem esporte. e vai ficar pior ainda com a nova administraçao . querem ver tudo acabado ! e o dinheirinho no bolso.

  6. Concordo plenamente com o Juninho sei que esporte é importante mas até que ponto? É mais importante que a saúde e com a educação? Aposto que as pessoas que criticam essa opinião dele não depende do sus e não tem filhos em escola pública

    • Olá bom dia não é só a cidade de vcs não
      Em jau também aconteceu a mesma coisa
      Cortaram a mas verba do esporte
      Acabou com nosso animo prefeitos de merda o basquete de jau também saiu fora das liga por causa desse merda de prefeito
      E vai ser sempre assim o primeiro lugar que eles corta tudo vai ser no esporte complicado de mais

  7. Tá certo o novo prefeito. Tem gente achando ruim mas não vende 1000 ingressos por jogo em média, nem perto disso aliás. Reclamam mas nunca foram lá assistir um jogo. É fácil criticar sem dar uma solução. Como que paga um time assim? Melhor priorizar uma gestão para 200 mil pessoas do que para as 500, 600 que iam la prestigiar o basquete. Eu fazia parte desses torcedores, mas um time de alto nível não tem como uma prefeitura bancar. Sem o apoio de grandes empresas fica impossível, infelizmente.

  8. Temos dois clubes de futebol profissional na cidade, que juntos não levam metade do público que o basquete leva em seus jogos. Em termos de visibilidade para o país aí então nem se fala, só lembrando que esse ano a Band vai transmitir os jogos ao vivo aos sábados à tarde. Numa cidade em que não temos praticamente nada de lazer, é deprimente ver o fim de um esporte que ainda trás algum orgulho de ser Rioclarense.

  9. O mais lamentável de tudo é alguns munícipes acharem que o dinheiro destinado ao esporte, poderá ser usado na educação, na saúde ou na segurança. Isso não existe, é uma verba carimbada, só pode ser usada no esporte e se não for usada nele servirá para alimentar a corrupção! Acorda, povo!!! O Basquete de Rio Claro é uma vitrine para o Brasil e para o mundo! Só o novo Prefeito não é capaz de enxergar! Tslvez seja melhor investir em padarias, aí sim, se a cidade não se desenvolver, alguns ficarão ricos, os Padeiros! Cada povo tem o governo que merece!

  10. Será que o “Dito” da Padaria sabe que Rio Claro tem um time de Basquete? Será que ele sabe citar apenas um dos Títulos conquistados? Não? Ah tá, desculpe! Ele só entende de Pão! E pelo jeito, só de Pão Duro!!!

  11. Sou de Limeira e fico muito chateado com essa noticia, nós sabemos bem pq tbm passamos por isso rescentemente. Mas vou deixar aqui minha opinião sincera. O basquete brasileiro esta longe de ser algo profissional. A poder publico tem culpa, em partes nao vejo como o principal culpado. Temos uma liga onde todas as equipes nao tem o mesmo peso, será que se fosse o Queridissimo da Globo (Flamengo) que encerra-se o basquete todos estariam de mãos cruzadas,A NBB é como um bolo onde o Flamengo come praticamente 2/3 deles, Bauru e Brasilia comem a outra 1/3 parte e os outros times comem os farelos q sobram, Vejam os patrocinios do Flamengo montam um time q certamente vai ser campeao. Agora pense do lado do investidor, como vc vai patrocinar um time que pouco aparece na midia (qdo o jogo é transmitido pela tv fazem de tudo para nao aparecer o nome do patrocinador que nao paga direitos televisivos, mas deveria ter direito de lugar de destaque ao patrocinar o clube), como vc vai investir em um projeto que concerteza vai disputar um campeonato mas sem chance de ganhar, pois o outro montou um super time de patrocinios milhonarios. Nisso é a NBB é amadora e longe de ser profissional. Veja o exemplo da NBA times mais equilibrados, todos com chances iguais. Enquanto aqui em um ano tivemos o encerramento de Limeira, Palmeiras, Uberlandia, São Jose e Rio Claro. Sera que os outros times teram força até qdo, logo teremos um brasileiro disputado por Flamengo/ Bauru e Brasilia, talves Mogi. e ai vai reclamar do resultado das olimpiadas. Amadorismo puro

  12. Espero que não gaste dinheiro com o carnaval também. Os times precisam ser administrado por pessoas competentes que busquem empresários para bancar os gastos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: