Em entrevista coletiva nesta quarta (27) no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, o Governador João Doria apresentou a nova fase do “Plano São Paulo” contra o coronavírus, que inclui o que ele mesmo chamou de “retomada consciente” da economia.

“Estamos anunciando a retomada consciente a partir do dia 1º de Junho. Desta data, ainda teremos 15 dias de quarentena, porém com a a reabertura de maneira consciente de alguns serviços no Estado de São Paulo”, afirmou o Governador na abertura da coletiva desta quarta.

Após comentar as ações do Governo de SP nos primeiros meses de quarentena, reforçando que “todas as decisões foram tomadas com base na ciência e na saúde”, Doria explicou algumas das medidas que passam a valer a partir do início do próximo mês.

Publicidade

O anúncio da retomada não significa que o Estado determinou o fim do combate ao avanço da Covid-19. “Estaremos acompanhando dia-a-dia a
evolução do processo. Se tivermos que dar um passo atrás, não hesitaremos”, disse o governador.

Segundo Doria, a próxima fase do Plano São Paulo conta com cinco etapas, que devem ser seguidas para que mesmo com a retomada a preocupação com a saúde e com a vida das pessoas não seja deixada de lado.

A retomada será regionalizada, ou seja, deve variar de cidade para cidade dependendo do número de casos da doença, dos índices de ocupação de UTIs, do nível de isolamento social e de outros fatores.

Mais detalhes sobre o anúncio do Governo de SP feito nesta quarta serão publicados ao longo do dia em jornalcidade.net e na edição impressa do JC desta quinta (28).

Mais em Política:

Aldo Demarchi comenta sobre as duplicações das rodovias da região

PDT tem 23 candidatos a vereador(a) em Rio Claro