Dedé Barbosa resgata o basquete

102

Matheus Pezzotti

Dedé Barbosa em um dos pedidos de tempo: uma verdadeira aula de como fazer basquete
Dedé Barbosa em um dos pedidos de tempo: uma verdadeira aula de como fazer basquete

Quando chegou ao RC Basquete, o time estava em último lugar, com uma vitória em cinco jogos no NBB. E, com sua filosofia e metologia de trabalho, o eleito melhor técnico do NBB 7, Dedé Barbosa, fez o basquete da cidade ressurgir.

Durante os treinos, a cobrança, a repetição das jogadas, sempre em busca da melhoria, tanto na marcação como no ataque. Nos jogos, impossível ficar sentado no banco de reservas.

Extremamente participativo, Dedé gesticula desesperadamente aos jogadores, quase sempre invadindo a quadra, além dos pedidos de tempo, que na verdade são aulas de como se faz basquete, levando um time desacreditado a um dos oito melhores do país.

E ao final do jogo contra Franca, o treinador, extremamente emocionado, também falou a respeito da conquista e, claro, do espetáculo dado pela torcida.

“Não esperava nada além disso. Uma atmosfera indescritível. O que a cidade fez hoje [quarta] foi incrível. Essa classificação custou caro. Começamos mal, por mérito de Franca, mas o que influenciou na virada, em primeiro, a torcida e depois, os jogadores. Não tem conversa, jogadas. Todos sabem o que fazer e foi mérito dos jogadores. Esse é meu primeiro quinto jogo e espero que tenham mais. Na pressão se cresce e evolui”, comentou.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: