Para alcançar o maior número possível de pessoas que pertencem aos grupos prioritários, Rio Claro irá realizar vacinação contra a Covid também neste sábado (15). O atendimento será realizado exclusivamente no Centro Cultural, das 8 às 13 horas.

“O município recebeu na quarta-feira (12) novo lote de vacinas Oxford/AstraZeneca, o que nos possibilitou o atendimento no sábado para que vacinemos o quanto antes o maior número de pessoas possível”, observa Valeska Canhamero, chefe de divisão da Vigilância Epidemiológica.

O público-alvo continua o mesmo. Além dos idosos com 60 anos ou mais, nesta etapa da campanha estão sendo atendidas as pessoas com comorbidade que tenham a partir de 45 anos e também as pessoas desta mesma faixa etária que possuam deficiência permanente e sejam cadastradas no programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC). Também são vacinadas pessoas a partir de 18 anos com síndrome de Down; transplantados imunossuprimidos, também com mais de 18 anos; e pacientes maiores de 18 anos em terapia renal substitutiva (diálise).

Para tomar a vacina é necessário apresentar CPF e RG, além da comprovação exigida para cada situação. No caso das pessoas com comorbidade deve ser apresentada declaração/relatório médico comprovando e indicando a comorbidade. No caso de hipertensão, diabetes e problemas cardíacos também é aceito receituário médico indicando uso contínuo.

Os transplantados devem apresentar declaração médica ou comprovante de que foram atendidos em ambulatório de transplantados. Quem faz diálise deve apresentar relatório médico. E as pessoas com deficiência permanente devem apresentar demonstrativo de crédito ou extrato bancário do benefício ou Cartão BPC.

Também será realizada a aplicação de segundas doses nas pessoas que tomaram a vacina Oxford/AstraZeneca até 27 de fevereiro. Já a aplicação de segundas doses da Coronavac/Butantan está suspensa. O município aguarda o envio de novas doses pelo governo estadual para retomar a aplicação.

Comorbidades

De acordo com o governo estadual as seguintes comorbidades são incluídas como prioritárias para vacinação: diabetes; pneumopatias crônicas graves; hipertensão arterial resistente; hipertensão arterial estágio 3; hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade; insuficiência cardíaca; cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndrome coronarianas; valvopatias; miocardiopatias e pericardiopatias; doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; cardiopatias congênita no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doença cerebrovascular; doença renal crônica; imunossuprimidos; hemoglobinopatias graves; obesidade mórbida; síndrome de Down; e cirrose hepática.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.