Porta foi arrombada e registro de energia queimado no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) do Mãe Preta

Carine Corrêa

Porta foi arrombada e registro de energia queimado no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) do Mãe Preta
Registro de energia queimado no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) do Mãe Preta

Pelo menos uma ação de vandalismo ocorreu durante três dias seguidos no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU), situado no Mãe Preta. Na segunda (20), terça (21) e quarta (22), espaços do complexo de esportes daquela região sofreram depredações. Nessa quarta, uma porta foi arrombada. Um dia antes, atearam fogo no registro geral de energia do CEU.

O bispo Antonio Esteves que ocupa o cargo de vice-presidência do complexo informou que, cansado de esperar uma providência do poder público local, encaminhou o assunto a Brasília. “Em uma conversa com o prefeito sugeri a colocação de grades nas janelas para dificultar a ação de pessoas mal intencionadas. Ele sugeriu para colocar grade em torno do centro de esportes, mas acredito que não será aceito pela comunidade”, detalha o bispo.

Ele ainda acrescenta que a Secretaria Municipal de Segurança esteve no local nessa quarta, mas que, não houve patrulhamento ao redor do espaço público para inibir atos de vandalismo. A Prefeitura de Rio Claro foi procurada mas não se manifestou sobre o assunto até o fechamento da edição.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Vítima fatal de acidente no Grande Cervezão é sepultada

Boletim policial desta sexta-feira(23)