Nos últimos dias, a redação do Jornal Cidade tem recebido vários questionamentos por parte de pacientes que procuraram atendimento médico, seja no sistema público ou particular de saúde, sobre o critério adotado para que seja feita a realização do teste para a detecção do novo coronavírus. No geral, afirmam que chegaram com sintomas, mas que a testagem não foi feita e que a orientação passada após o atendimento foi de retornar para casa, permanecer em isolamento e aguardar.

Todos relataram dúvidas e afirmaram que estariam mais tranquilos com os próximos passos caso tivessem realizado o exame.

Diante das situações apresentadas, a reportagem entrou em contato com a Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro, que responde pelas UPAs da Avenida 29 e Cervezão, e também com a assessoria de imprensa da Unimed, Santa Filomena e São Rafael, para que explicassem em quais casos e quais critérios adotados para a realização ou não do teste do novo coronavírus.

Publicidade

O que diz a prefeitura

Os atendimentos realizados no município seguem protocolos do Ministério da Saúde. Os exames são solicitados a partir de critérios estabelecidos para definir o quadro clínico do paciente. Tanto Ministério da Saúde quanto governo estadual estabelecem que os exames laboratoriais para diagnóstico do novo coronavírus sejam solicitados somente para pacientes internados em estado grave ou crítico, e para profissionais de saúde com sintomas de Covid-19. As medidas buscam otimizar o bom uso desse recurso, cujos insumos estão restritos no mundo devido à situação pandêmica.

Hospital São Rafael

“Informamos que na Unidade de Pronto Atendimento São Rafael realizamos o teste molecular ou o teste rápido conforme Protocolo e Fluxograma de Atendimento ao Paciente com SRAG – Síndrome Respiratória Aguda Grave – da instituição, desenvolvido de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde, para pacientes com indicação de internação hospitalar. Como é uma doença nova e dinâmica, os protocolos de diagnósticos (assim como outros) estão sempre sendo atualizados e melhorados”.

Santa Filomena

A direção afirmou que não irá se posicionar, pois o assunto tem a ver com o protocolo da Fundação Municipal de Saúde e Ministério da Saúde.

Resposta

A Unimed, contactada pela reportagem, informou que na data de ontem não pôde responder aos questionamentos, mas que ainda irá enviar a resposta.

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro tem nove novos casos de coronavírus

Amor que não se mede e não se pede

Rede do Câncer já aluga árvores de Natal em RC