Para maior comodidade dos usuários do transporte coletivo, a prefeitura de Rio Claro está substituindo as telhas da antiga estação ferroviária, onde fica o terminal de ônibus urbano. A obra está em estágio avançado, com todas as telhas velhas já retiradas e as novas sendo colocadas. Durante os trabalhos, a prefeitura reforça a orientação para que as pessoas fiquem atentas ao transitarem pelo local ou esperarem os ônibus.

“É importante que todos respeitem a sinalização para que os trabalhos prossigam com segurança”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. ”Pedimos desculpas pelos transtornos momentâneos, mas isso é necessário para que possamos realizar essa obra que era tão esperada pela população”, acrescenta Juninho.

Além de acabar com as goteiras que atrapalhavam os usuários do transporte coletivo, a troca das telhas também revitaliza um dos mais importantes patrimônios urbanos de Rio Claro. O investimento é de R$ 410 mil. Os recursos são oriundos do governo federal, por meio do Ministério do Turismo.

Publicidade

As novas telhas têm o mesmo estilo das antigas e a estrutura metálica está sendo mantida. Com isso, a prefeitura renova o patrimônio histórico sem descaracterizá-lo. Além da troca do telhado, playground será instalado na Praça dos Ferroviários, que começa na Avenida 7 e vai até a Avenida 3, entre as ruas 1 e 1-B. O espaço já possui pista de skate e teatro de arena. O dinheiro investido na obra é proveniente do convênio assinado pela prefeitura com o governo federal para a construção da Praça dos Ferroviários. Houve uma sobra e, atendendo pedido do município, a Caixa Federal concordou que os recursos fossem aplicados em Rio Claro.

Recentemente, o Centro Histórico de Rio Claro também recebeu importante intervenção da prefeitura com a renovação da iluminação do Jardim Público e com a conclusão e entrega da restauração do Museu Histórico e Pedagógico Amador Bueno da Veiga.

Mais em Dia a Dia:

Criança de 11 anos morre vítima da Covid-19 em Rio Claro

Escolas privadas de Rio Claro defendem volta às aulas presenciais