Saúde é principal pedido para novo ano

92

Fabíola Cunha

Benedita Aparecida dos Santos e os netos no Jardim Público de Rio Claro
Benedita Aparecida dos Santos e os netos no Jardim Público de Rio Claro

Felicidade, Paz, Sucesso, Saúde, Luz, Dinheiro, União, Amor, Alegria. Os votos são os mesmos todos os anos, assim como a esperança de concretizá-los. Em meio a pesquisas pelo melhor preço, sacolas e calçadas lotadas, famílias falaram sobre o que esperam para 2015 tanto no plano pessoal, quanto para Rio Claro.

A aposentada Benedita Aparecida dos Santos esperava pela filha sair do banco, sentada ao lados dos netos, e não pensou duas vezes antes de dizer o que quer para 2015: “Moro no São José, perto do bairro Santa Maria, espero que venha asfalto para minha rua e que Deus ilumine a Prefeitura Municipal para melhorar nossa cidade”. Para a família, ela quer saúde para os que já estão aqui e também para o neto que ainda está para chegar.

De Ubirajara, Rosimary Scarpazza e a filha Jaíne visitam Rio Claro neste fim de ano ao lado da prima Marinês Bergamin
De Ubirajara, Rosimary Scarpazza e a filha Jaíne visitam Rio Claro neste fim de ano ao lado da prima Marinês Bergamin

Na Rua 3, três mulheres aguardavam o marido de uma delas, Marinês Bergamin, moradora de Rio Claro, também pede saúde para todos e avalia, bem-humorada: “Quero que 2015 seja melhor, mas se for igual a 2014 já está bom”. Melhoria na saúde também é seu pedido, mas agora na área pública: “Quem depende de saúde pública aqui em Rio Claro sofre bem”, diz.

A prima, Rosimary Scarpazza, não é de Rio Claro, mas de Ubirajara, distante 260 km daqui. Visitando a cidade, ela quer prosperidade e saúde para si mesma e sua família. A filha, Jaíne, quer saúde e também melhorias no ensino.

Carlos Alberto Damasceno aguardava a esposa fazer compras junto ao filho pequeno: “Agora que temos filho, não tem como não pensar nele primeiro, muita saúde e felicidade para ele crescer bem, né?”, diz. Mudando para uma casa maior num bairro mais afastado, ele quer também que Rio Claro avance na segurança e no cuidado com limpeza e lazer.

Maria de Fátima da Silva Morello espera que o ano que começa tenha mais paz em Rio Claro e menos violência: “Já faz uns anos que a coisa vem piorando, piorando. Muito roubo e todas essas mortes a troco de nada, tomara que Deus também entre na vida dessas pessoas”, diz.

Saúde e segurança foram os itens mais lembrados: “Eu espero mais saúde para minha família, eu espero mais segurança também”, diz Larissa Lojó Ferreira. Cherubin da Silva Filho vai além: “Quero ver melhora na segurança, na saúde, principalmente na saúde, eu faço parte da comissão pró-hospital público e é uma vergonha, pois autoridades se negaram a nos ajudar e estamos todo dia orando para que esse pessoal mude o pensamento”.

Agda Teresa Nascimento Cruz concorda: “Na minha opinião, Rio Claro precisa melhorar na área da saúde”. Já Teresa Aparecida Briganti Moretti espera que este ano seja melhor que 2014: “Mas o que queria que mudasse seria mais escola para as crianças, saúde também está difícil, a gente precisa de recursos médicos”.

Veja o vídeo completo em www.jornalcidade.net e curta www.facebook.com/jcrioclaro.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: