Salas de aula são incendiadas em escola na região do Cervezão

138

Carine Corrêa

Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas nas salas de aula. Carteiras e cadeiras também foram danificadas (Foto: vereador Juninho da Padaria)
Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas nas salas de aula. Carteiras e cadeiras também foram danificadas (Foto: vereador Juninho da Padaria)

O vandalismo volta a atingir as unidades escolares de Rio Claro. Desta vez, a Escola Estadual Nelson Stroilli foi alvo de depredação no último sábado (4). Três salas de aula foram incendiadas por um número de pessoas ainda desconhecido.

Um aluno fez contato com a redação do JC e relatou via WhatsApp a cena de destruição que ainda podia ser vista na escola nesta segunda (6). “Hoje pela manhã chegamos para estudar e nos deparamos com a escola parcialmente destruída pelo vandalismo. Livros rasgados, lâmpadas quebradas e duas salas incendiadas. Como o incêndio foi recente, ainda estávamos inalando o cheiro da fumaça. Há outros problemas na unidade, como falta de professores, carteiras velhas espalhadas sobre a escola, mato alto e telhas quebradas. Essa não foi a primeira vez que vândalos invadiram a unidade”, contou.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas. O vereador Juninho da Padaria esteve na unidade a pedido dos pais dos alunos. “Mais de 1.500 livros que não foram entregues aos alunos foram destruídos pelo fogo e depredados pelos vândalos. Pelo menos 115 crianças tiveram o dia letivo afetado. Um professor precisou dar aula no refeitório. A partir desta terça-feira uma das salas de aula destruídas será novamente utilizada”, detalha o vereador. Juninho ainda disse que o deputado Aldo Demarchi viabilizará contato com o Estado para pedir melhorias na unidade escolar.

A Secretaria Estadual de Educação foi procurada e informou que “a Diretoria Regional de Ensino de Limeira lamenta o incêndio. O corpo de bombeiros foi acionado e um boletim de ocorrência foi registrado para que o caso seja investigado. A administração regional já enviou um técnico até a unidade para verificar os danos causados e realizar os reparos necessários. Vale ressaltar que os alunos foram remanejados para outras salas e as aulas ocorreram normalmente nesta segunda-feira”, disse em nota.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: